Um estudo levado a cabo por uma equipa de investigadores portugueses veio demonstrar o efeito terapêutico da música nos #Animais. Este estudo foi principalmente direccionado para as gatas no pós-operatório e os resultados mostram que os felinos ficam mais relaxados ao ouvirem música clássica. Numa amostra de doze gatas, entre os seis e os doze meses, que foram submetidas a uma operação para retirar os órgãos reprodutores, foram colocados auscultadores durante a operação, e sob anestesia, as gatas eram expostas a três tipos diferentes de músicas: clássica, pop, e heavy metal. A reacção dos felinos era avaliada através da respiração e através do diâmetro das pupilas.

Publicidade
Publicidade

As músicas escolhidas para estudo foram "Adágio para cordas" de Samuel Barber na selecção de música clássica, "Torn" de Natalie Imbruglia, para a música pop, e "Thunderstruck" dos AC/DC (heavy metal). Os investigadores da Universidade de Lisboa conseguiram perceber que, mesmo não estando sob anestesia, os animais conseguem ter percepção sensorial auditiva e que a música "Adágio para cordas" conseguiu deixar as gatas muito mais relaxadas. Porém o inverso acontecia com a música dos AC/DC. Os estudos comprovam que "Thunderstruck" as deixava nervosas e stressadas.

Já a música de Natalie Imbruglia apresentou resultado repartidos. No entanto, o fundamental do estudo focou-se na música clássica para relaxar os animais e o heavy metal como maneira de os deixar mais inquietos.

Publicidade

Esta descoberta pode vir ter grandes implicações em cirurgias futuras, pois o uso de certos géneros musicais durante a cirurgia poderá ter uma contribuição significativa para a redução da anestesia necessária, reduzindo assim os riscos de efeitos secundários indesejados.

Também para os humanos este é um campo que tem vindo a ser estudado de forma a melhorar a recuperação de muitos pós-operatórios, e também com eles os resultados mostram-se positivos. Esta é uma descoberta que a longo prazo pode promover a saúde dos animais que tenham que ser submetidos a uma cirurgia.