Entre os próximos dias 1 e 10 de Maio, os pilotos da TAP estão em greve. O Governo não ordenou requisição civil e os serviços mínimos agora conhecidos não abrangem todos os destinos operados pela companhia. Ao mesmo tempo, o Sindicato da Aviação Civil não demonstra qualquer intenção de desconvocar a greve. Face a este cenário, e se tem #Viagens marcadas para este período com a companhia aérea portuguesa, o que pode fazer?

Desde que foi tornada pública a intenção dos pilotos da empresa de avançarem com uma #Greve de 10 dias, as opções que a TAP apresentou aos seus clientes foram duas:

  • Remarcar a viagem, sem custos adicionais, para um período fora da greve;
  • Ou então, solicitar um voucher no valor das viagens adquiridas nos dias abrangidos pela paralisação para utilizar no período de um ano e para qualquer destino.

Quando questionada pelos clientes sobre a possibilidade de lhes remarcar a viagem noutra companhia, ou então lhes devolver o dinheiro para que os próprios façam isso, a resposta tem sido sempre a mesma: "Informamos que não é possível efectuar a alteração para outra companhia"; "Informamos que o reembolso não é uma opção". Estas frases têm, para descontentamento dos clientes, sido repetidas até à exaustão quer em português, quer em inglês na página oficial da companhia aérea no Facebook.

Relativamente a indemnizações com despesas de hotel ou com bilhetes para espectáculos adquiridos no âmbito da viagem marcada e não realizada, a TAP encaminha os clientes para o Departamento de Atenção ao Cliente, não dando uma resposta concreta. No entanto, em Dezembro de 2014 a companhia aérea não se mostrou muito receptiva a indemnizar os clientes por estes gastos. Na altura podia ler-se na página de Facebook da companhia que as alterações e reembolsos incluíam apenas as viagens de avião. É provavel que desta vez não seja diferente.

Caso tenha marcado a viagem através de uma agência de viagens deverá entrar em contacto com a mesma. No entanto, as soluções que lhe serão apresentadas serão as mesmas que a TAP está a dar a quem comprou o bilhete directamente à companhia.