Numa altura em que o Estado anunciou comparticipar às famílias mais carenciadas a Prevenar - vacina contra a pneumonia, a meningite e a septicémia -, o Ministro da Saúde admite que a vacina poderá chegar a todas as crianças ao ser incluída no Programa Nacional de Vacinação (PNV). Paulo Macedo adiantou que as negociações com a Indústria Farmacêutica ainda se encontram a decorrer por forma a disponibilizar gratuitamente a vacina a todas as crianças.

Segundo fonte oficial, para a anunciada comparticipação, o Governo tem assegurada uma verba de seis milhões de euros até ao fim do ano. Sobre o modelo de comparticipação, fonte do Ministério da Saúde informou que será revelado até ao final de Abril.

Publicidade
Publicidade

De referir que, desde 2001, esta vacina está disponível em Portugal mediante receita médica cujo pagamento integral das famílias (as três doses da vacina) custam aos pais um valor que ronda os 180 euros. Várias medidas - de inclusão ou comparticipação - já vinham a ser estudadas pela Direcção-Geral de Saúde. O ministro Paulo Macedo foi peremptório ao afirmar que não abandonou a ideia de integrar esta vacina antipneumocócica no PNV.

Precisamente, esta quarta-feira, PSD e CDS-PP levam ao Parlamento um projecto de resolução que recomenda a inclusão da vacina Prevenar no Programa Nacional de Vacinação. Em cima da mesa vão estar mais duas vacinas fora do PNV: a vacina contra a meningite tipo B e, também, a vacinação contra a gastroenterite pediátrica causada pelo rotavírus. O preço destas três vacinas juntas ultrapassam os 500 euros, constituíndo um grande peso no orçamento familiar.

Publicidade

Mesmo assim há muitos pais que não hesitam quando se trata de vacinar os filhos, nomeadamente no que respeita às vacinas fora do PNV. De acordo com fonte do sector farmacêutico, actualmente a indústria regista um elevado número de vendas destas vacinas. Perante este facto, o Governo admite a dificuldade em se chegar a um acordo.

A Prevenar é uma vacina que está indicada para imunizar bebés e crianças contra a doença causada pela bactéria 'streptococus pneumoniae', que é responsável pelos casos de meningite e pneumonia. Por ano, nascem em Portugal mais de 80 mil bebés.