Os resultados do estudo "Portuguese Smart Cities Index 2015", levado a cabo pela consultora IDC e pela universidade Nova IMS, revelaram que, da meia centena de municípios selecionados e analisados, todos eles com uma população superior a 50 mil habitantes, apenas quatro integram a categoria de Top. Lisboa, Oeiras, Porto e Bragança, são estes os municípios apurados como os mais inteligentes do território nacional, liderando assim o ranking das cidades portuguesas.

Melhores práticas premiadas

A diferença entre estes quatro concelhos e os restantes (15 deles classificados como Competidores e 31 como Seguidores) está na aposta que é feita ao nível da qualidade de vida dos cidadãos e do crescimento económico sustentável.

Publicidade
Publicidade

Tal investimento é mensurável através da aplicação das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) nas seguintes áreas: energia, meio ambiente, governo, mobilidade, edifícios e serviços.

Apostada em melhorar o bem-estar da sua população, uma cidade inteligente serve-se das novas tecnologias e de todas as suas potencialidades para promover a igualdade de oportunidades, tanto económicas, como sociais e culturais. Para que o resultado seja positivo é, ainda, imprescindível o envolvimento das comunidades locais e a participação ativa dos seus habitantes.

Competidores versus Seguidores

Apesar de não serem líderes, os 15 municípios que integram o grupo dos Competidores (Guimarães, Coimbra, Viana do Castelo, Barcelos, Cascais, Aveiro, Oliveira de Azeméis, Matosinhos, Leiria, Faro, Braga, Évora, Funchal, Valongo e Loulé) apresentam indicadores de inteligência acima da média.

Publicidade

Abaixo da média são, regra geral, os valores obtidos pelos concelhos que compõem o grupo de 31 Seguidores.

No contexto europeu, os grandes líderes em termos de smart cities são a Itália, Áustria, os países nórdicos, Estónia e Eslovénia, seguidos de perto pelo Reino Unido, Espanha, Portugal, Holanda e Bélgica. Abaixo da expetativas nesta matéria ficam países como a Irlanda, Alemanha, França e Grécia. #Inovação #Curiosidades