O jovem de Salvaterra de Magos, com apenas 14 anos, encontrava-se desaparecido desde domingo à noite. Na madrugada desta quinta-feira foi encontrado morto dentro da arrecadação de um prédio daquela localidade pela Polícia Judiciária, não se sabendo até ao momento se o #Crime terá ocorrido naquele local. Havia sido visto pela última vez no recinto da Feira de Magos, no domingo passado e terá sido agredido até à morte por outro (s) jovem (s), desconhecendo-se mais pormenores sobre o caso.

O menor era estudante da Escola Secundária de Salvaterra de Magos e apesar de estar desaparecido desde domingo, só era procurado desde terça-feira, altura em que a mãe, Rita Costa, participou o desaparecimento no Posto da GNR.

Publicidade
Publicidade

Após a denúncia, GNR e a Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária encetaram diligências com o intuito de encontrarem o jovem.

Com o passar do tempo o desespero da mãe também aumentou, levando a que esta lançasse um pedido de ajuda no Facebook a pedir toda a ajuda possível para encontrar o filho.

A Polícia Judiciária já terá identificado um jovem suspeito de ter estado envolvido nos crimes de rapto e homicídio, não se descurando que poderão ocorrer outras detenções nas próximas horas.

Esta notícia de violência entre menores surge numa altura em que se tornou viral na internet um vídeo de jovens, alguns menores, a agredir um outro. Neste segundo caso já existem oito jovens identificados como agressores e o processo segue os trâmites na PSP da Figueira da Foz, local onde terão ocorrido as agressões no verão passado.

Publicidade

Nos últimos tempos foram conhecidos outros casos mediáticos de bullying. Alexandre Rebelo, de 17 anos, concorreu ao programa Ídolos da SIC e foi humilhado pelo tamanho das suas orelhas, o que levou a que não quisesse sair à rua nem voltar à escola. Agora quer colocar a estação televisiva em tribunal.

Nélson Antunes de 15 anos, suicidou-se em Janeiro do ano passado, depois de ter sido humilhado no recreio da sua escola: puseram-no em tronco nu no recreio, baixaram-lhe as calças e deram-lhe palmadas no rabo.