Um despiste de uma viatura ligeira, esta madrugada de sábado, 2 de Maio, na zona de Coimbra, atirou para a morte cinco peregrinos que se deslocavam para o Santuário de Fátima, em Cova da Iria. Entre as vítimas mortais estão dois escuteiros. Os peregrinos faziam parte de um grupo de 80 pessoas que caminhava a pé em devoção mariana. O #Acidente causou ainda três feridos considerados graves, entre os quais crianças de um agrupamento de escuteiros de Mortágua, de onde havia saído o grupo.

Ao que tudo indica, e segundo fonte das autoridades no local, uma viatura ligeira entrou em despiste no Itinerário Complementar (IC) 2, entre Coimbra e Condeixa ao quilómetro 178.8, acabando por colher o grupo de peregrinos que seguia a pé no sentido Sul/Norte. "São nove as pessoas colhidas e ainda há o condutor do carro que também ficou ferido", indicou fonte dos Bombeiros Voluntários de Condeixa envolvida no socorro às vítimas.

No local, zona de Cernache, foram quatro as vítimas que tiveram morte imediata, sendo que um menor, de 17 anos e escuteiro, faleceu já no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CGUC). "Temos quatro feridos no Hospital Universitário de Coimbra e um menor no Pediátrico", disse fonte do CHUC.

Nos hospitais foram montadas equipas de apoio psicológico face ao drama e tragédia que se abateu sobre este grupo de Mortágua e familiares das vítimas mortais. Dois dos óbitos são de elementos que faziam parte do grupo de escuteiros, de 17 e 18 anos. As restantes vítimas mortais têm idades compreendidas entre os 35 e 50 anos. Fonte hospitalar indicou que os feridos têm idades entre os 16 e os 71 anos e, segundo mesma fonte, os ferimentos são de média gravidade. "São feridos politraumatizados e com fraturas", indicou.

Os peregrinos que assistiram a tudo foram encaminhados para o quartel dos Bombeiros Voluntários de Condeixa onde receberam apoio psicológico. No socorro, e para além da corporação de Condeixa, estiveram os Bombeiros Sapadores de Coimbra, Instituto Nacional de Emergência Médica e a Guarda Nacional Republicana de Coimbra, no total de 22 viaturas de apoio a cerca de 55 elementos.