Um morto e seis feridos, um dos quais em estado grave, é o balanço de um grave #Acidente que ocorreu esta tarde, 3 de abril, por volta das 15h30 no IP2, junto à saída do IC13, na localidade de Penha de Portalegre, concelho e distrito de Portalegre.

O alerta foi dado por volta das 15h30, para os Bombeiros Voluntários de Portalegre, após colisão entre dois veículos ligeiros e uma ambulância, pertencente à corporação dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Sôr, segundo contou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) à Blasting News.

Segundo fonte dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Sôr, só é possível apurar que a vítima mortal seguia num dos veículos ligeiros e que a ambulância dessa mesma corporação teria um doente e dois bombeiros, que foram transportados para o Hospital Distrital de Portalegre, não se sabendo ainda se esse doente será quem ficou em estado grave, estando neste momento o Comandante da corporação no Hospital, a acompanhar as vítimas do acidente.

Publicidade
Publicidade

Aquele troço do IP2 é conhecido por ter fraca visibilidade, sendo numa zona onde existem lombas e curvas apertadas, havendo registo de outros acidentes graves nos últimos anos, nomeadamente no ano passado, onde um violento embate entre várias viaturas resultou em dois mortos e quatro feridos. As más condições meteorológicas que se apresentavam na tarde de hoje podem também ter contribuído para este aparatoso acidente, mas ainda não foi possível apurar os motivos do acidente, segundo fonte dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Sôr.

Recorde-se que esta semana houve já dois outros acidentes com vítimas mortais, primeiro em Sangalhos, depois de quatro pessoas perderem a vida num acidente que envolveu dois peões e um motociclo, e no passado sábado, quando um grupo de peregrinos foi colhido por um carro descontrolado, em Mangualde.

Oito viaturas e dezanove membros foram destacados para esta operação, entre viaturas dos Bombeiros Voluntários de Portalegre, veículos de emergência médica (INEM) e viaturas ao serviço da Guarda Nacional Republicana (GNR). O trânsito ficou cortado durante 3 horas, tendo sido restabelecido por volta das 18h30.

Publicidade