A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem por suspeitas de ter violado e assassinado uma idosa, de 74 anos de idade, na localidade de Sarzedo, concelho de Moimenta da Beira. A detenção decorre da investigação aos factos que ocorreram a 19 de fevereiro deste ano. O corpo da vítima foi encontrado dentro de um caixote do lixo da aldeia por duas filhas.

Os crimes terão acontecido a 19 de fevereiro, mas o cadáver de Esmeralda de Jesus só foi encontrado na tarde do dia seguinte por duas filhas, que ficaram perplexas e chocadas. O corpo da septuagenária encontrava-se dentro de um caixote do lixo da aldeia, coberto com lixo, com um saco na cabeça e chinelos atados aos pulsos. Familiares da idosa deram conta do seu desaparecimento às autoridades, que iniciaram de imediato buscas com a ajuda dos populares.

Publicidade
Publicidade

Como Esmeralda de Jesus sofria de Alzheimer, a família supôs inicialmente que seria a doença a causar o seu desaparecimento.

Já na tarde do dia 20 de fevereiro, duas filhas de Esmeralda estranharam um pequeno rasto de sangue junto a um contentor de lixo. A GNR, que liderava as buscas, foi chamada a averiguar e deparou-se com um cenário verdadeiramente macabro. De imediato, a investigação passou para a alçada da Unidade Local de Investigação Criminal da Polícia Judiciária de Vila Real, por haver evidentes indícios de #Crime. Numa primeira análise ao corpo, averiguou-se que Esmeralda foi estrangulada até à morte e sem poder resistir. No decorrer da investigação, ficou-se a saber também que a septuagenária foi violada antes de ser assassinada.

As autoridades suspeitam que os factos decorreram durante a noite, quando a população da aldeia se encontrava a dormir.

Publicidade

Inicialmente, a família apontou o roubo de dinheiro como possível móbil do crime, dado que tinham desaparecido 200 euros de casa da idosa, mas a PJ não conseguiu comprovar essa teoria.

Quatro meses após os factos, a Judiciária anunciou a detenção de um homem, de 40 anos de idade, e agricultor de profissão, como suspeito de ter violado e assassinado Esmeralda, e de a ter colocado dentro do contentor do lixo. O suspeito vai agora ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.