A antiga primeira-dama de Portugal, Maria Barroso, foi esta manhã internada no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, na sequência de uma queda que sofreu. O estado clínico da mulher de Mário Soares é crítico. Segundo o sobrinho Eduardo Barroso, está em coma profundo. O antigo Presidente da República já esteve no hospital.

Maria Barroso foi internada às primeiras horas desta sexta feira na sequência de um queda que sofreu, não se conhecendo ainda pormenores sobre esse acidente. De acordo com um familiar, em declarações à rádio Antena 1, a antiga primeira-dama sofreu uma hemorragia cerebral e está a agora a ser sujeita a exames complementares.

90 anos de uma vida cheia

Foi a 2 de maio de 1925 que Maria de Jesus Simões Barroso Soares nasceu na localidade da Fuseta, pertencente ao concelho de Olhão, no Algarve, sendo filha de um oficial do Exército.

Publicidade
Publicidade

Já em Lisboa, foi aluna dos liceus D. Filipa de Lencastre e Pedro Nunes. Depois licenciou-se em Arte Dramática no Conservatório Nacional e, mais tarde, em Ciências Historicó-Filosóficas, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, quando já era casada com Mário Soares. O casal conheceu-se durante a faculdade e trocou alianças em 1949. Tiveram dois filhos: João Soares, que seguiu as pisadas do pai na vida política ativa, e Isabel Barroso Soares, que gere atualmente o Colégio fundado pelo avô. Têm ainda cinco netos.

Maria Barroso ainda fez algumas incursões pelos palcos do teatro, na companhia Rey Colaço-Robles Monteiro, mas acabou por seguir a sua vida profissional enquanto docente do Colégio Moderno. Mas, em 1969, quando o marido se encontrava no exílio devido ao regime do Estado Novo, foi candidata à Assembleia Nacional pela Oposição Democrática.

Publicidade

Foi eleita para o Parlamento já no período pós 25 de abril.

Em 1986, Maria Barroso tornou-se primeira-dama, depois de Mário Soares ter sido eleito Presidente da República, e esteve sempre ligada a causas como a luta contra a violência, o racismo ou a xenofobia. Já depois da passagem por Belém, presidiu à Cruz Vermelha portuguesa e fundou a Pro Dignitate - Fundação de Direitos Humanos. Tem atualmente 90 anos. #Personalidades