Ainda está a começar o dia, mas já há assunto a dominar as redes sociais, e novamente com a PSP envolvida, depois das agressões ao adepto benfiquista. Em causa, uma imagem, publicada na página do Município de Portalegre, onde se podem ver dois grupos de crianças a simular um confronto policial, sendo que algumas estão com os escudos protectores, enquanto as outras atiram bolas de papel, simulando pedras, numa versão infantil de um motim. "Doentio e lamentável", são algumas das palavras usadas para classificar a iniciativa.

A foto estava inserida no álbum de fotografias que a Câmara de Portalegre disponibilizou no Facebook, como registo das comemorações do Dia da Criança, no Jardim da Avenida da Liberdade, e está a suscitar centenas de reacções na internet, com várias pessoas a deixarem críticas na página da PSP e da autarquia de Portalegre.

Publicidade
Publicidade

Segundo o cartaz disponibilizado pelo site da autarquia, a foto seria de uma demonstração previamente acordada entre a Câmara e a PSP, onde as forças de segurança fariam uma demonstração e exposição dos meios técnicos utilizados no combate à criminalidade, acrescentando ainda que seriam disponibilizados esses meios técnicos para que as crianças pudessem experimentar.

Entretanto, a página da autarquia alentejana acabou por apagar a fotografia polémica, mas são já várias as páginas e sites que a replicaram, acompanhadas de artigos onde lamentam a atitude "irresponsável" da #Polícia, de simular motins com crianças. Nos comentários pode ler-se a indignação de alguns populares que não concordam com este tipo de comemorações. "Esta foto é um bocado atroz principalmente depois de alguns acontecimentos recentes e alguns num passado próximo, um infeliz acontecimento no dia da criança", pode-se ler na página do Município de Portalegre.

Publicidade

Contactada pela Blasting News, a Câmara Municipal de Portalegre não prestou declarações, esperando-se ainda uma reacção pública por parte da PSP durante o dia de hoje. Recorde-se que a PSP teve recentemente alguns problemas mediáticos, por causa de confrontos e agressões durante as cerimónias da conquista do bicampeonato de futebol por parte do Sport Lisboa e Benfica.