Gonçalo Gil é uma espécie de fusão entre estudo e cunho inovador e único. Especialista em close-up (magia de perto), em particular magia com cartas, este profissional tem como bases de formação a escola espanhola, com nomes de peso como os Mestres Arturo de Ascanio, Roberto Giobbi ou Juan Tamariz. Em Portugal decidiu fazer mais por esta área, juntando-se a João Miranda na fundação da Escola de Magia do Porto, uma instituição que tem como função "promover o ilusionismo através da formação de novos ilusionistas, com uma aprendizagem sólida e criando raízes nas várias áreas da magia", salientou. No trabalho de divulgação da escola junto dos interessados, a equipa tem procurado reforçar a comunicação junto dos media e, sempre que é permitido, optam por levar alguns alunos à televisão, participando o melhor possível em entrevistas e organizando duas vezes por ano espectáculos.

Publicidade
Publicidade

Aos alunos é garantida uma formação contínua e um acompanhamento regular com grande parte deles, mesmo depois de terminarem os seus cursos. "A maior parte dos nossos alunos procura pôr em prática as suas aprendizagens através de espectáculos, onde inclusive alguns alunos já conseguem ter uma grande qualidade no seu trabalho, estando já num regime de semi-profisisonal", revelou Gonçalo Gil. Quando se quer aprender algo, é necessário apostar numa formação estruturada, e é exactamente isso que a Escola de Magia do Porto tem procurado disponibilizar aos seus alunos. "Primeiro é preciso saber somar para depois se poder aprender a dividir. É assim que estão estruturados os nossos cursos, do mais básico/elementar até ao mais avançado. Foi esta a principal causa que nos levou a abrir a Escola de Magia do Porto", salientou o responsável.

Publicidade

Profissionais pouco reconhecidos em Portugal

Nomes como Helder Guimarães não passam de todo ao lado de Gonçalo Gil [VIDEO] e dos alunos da sua escola. São referências mundiais e, perante a imensidão de nomes que merecem ser destacados em diferentes áreas, torna-se difícil para um dos fundadores da Escola de Magia do Porto especificar alguns. "Temos em Portugal o Hélder Guimarães, temos também o David Sousa que foi vice-campeão do mundo de magia em 2006, temos também os Tá na Maga que conquistaram o terceiro lugar no último campeonato do mundo, temos o Luis de Matos que é um sucesso comercial em Portugal e que também tem reconhecimento a nível mundial. Mas se tivesse que especificar um, diria David Copperfield não só pelo seu enorme sucesso, como a sua qualidade enquanto mágico", exemplificou.

Em comum, apesar de serem enormes referências a nível mundial, partilham o facto de, dentro das fronteiras de Portugal, serem ainda pouco conhecidos. Para que este cenário seja diferente, Gonçalo Gil acredita que seria premente apostar numa maior união entre a comunidade mágica portuguesa.

Publicidade

A par disso, o responsável acredita ainda que se "deveria atribuir mais crédito a novos mágicos que estão a aparecer e com boa qualidade. Há mágicos que acabam por procurar sucesso no estrangeiro para criarem algum reconhecimento no próprio país", reforçou.

A magia em Portugal está num bom nível de qualidade e tem dado um salto significativo nos últimos anos. Para tal, muito tem contribuído a divulgação feita por programas de magia na televisão nacional e o facto de Portugal continuar a ver ilusionistas nacionais a darem cartas no panorama internacional. Da Escola de Magia do Porto, continuarão a sair jovens prodígios entre os quais poderá muito bem integrar o próximo Helder Guimarães. Para esse aluno, Gonçalo Gil deixou a sua mensagem: "Poderá esperar uma aprendizagem contínua e actualizada, com o intuito de melhorarmos os nossos cursos ano após ano. Além disso, os seus professores são os fundadores de uma empresa de fabrico e distribuição de artigos de magia criados por nós (Lynx Magic), que são vendidos em mais de 400 lojas por todo o mundo, o que faz com que estejamos presentes nos principais congressos de magia a nível mundial", rematou. #Educação