Na madrugada de 22 de agosto um homem morreu num #Incêndio urbano em Alpalhão, concelho de Nisa, distrito de Portalegre. O homem com cerca de 60 anos de idade era uma figura muito popular em Alpalhão, onde era conhecido por "Tonho da Luz". António vivia sozinho. No local estiveram 21 elementos dos bombeiros de Nisa, a GNR e uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER) de Portalegre.

O alerta do incêndio urbano foi dado pelas 05:06 da manhã. Uma vizinha deu pelo incêndio, pedindo logo ajuda aos restantes vizinhos. Pouco depois os vizinhos retiraram todos os veículos que estavam próximos do local do incêndio. Os bombeiros já se encontravam no local quando o fogo atingiu uma garrafa de gás, que deu origem a uma violenta explosão, projetando diversos destroços pela rua.

Publicidade
Publicidade

“Verificou-se uma explosão que impediu a entrada dos bombeiros na casa”, referiu um bombeiro à TVI.

O homem foi encontrado em paragem cardiorrespiratória na casa de banho da habitação. Com chegada da VMER foram realizados processos reanimação que não tiveram sucesso, tendo o óbito sido declarado no local. O homem teria a garrafa de gás junto da chaminé onde costumava fazer lume.

Este homem fazia lume todos os dias, e os vizinhos já o tinham alertado para os perigos: “De vez enquanto nós gritávamos com ele: não faças lume, porque isto pode arder e tens aí as garrafas de gás”, disse Luís Costa, vizinho da vítima, à TVI. Muitos dos vizinhos já temiam esta situação há algum tempo, uma vez que o homem punha papéis, plásticos e outros materiais a arder. As causas do incêndio urbano ainda estão por apurar e as autoridades estão a investigar.

Publicidade

Um outro homem, também na casa dos 60 anos de idade, morreu num incêndio urbano em Coimbra. O alerta foi dado pelos vizinhos que se depararam com o fumo intenso que saía do 3º andar do prédio. Segundo o jornal “Diário as Beiras” este homem vivia sozinho e o incêndio terá tido início num quarto, mas o homem foi encontrado noutra divisão da casa. O óbito foi declarado no local do incêndio urbano. O homem terá morrido por inalação de fumos.