Um jovem de 19 anos é o principal suspeito da morte de uma mulher, na noite de ontem, 20 de Agosto, em Lisboa. A vítima, de 47 anos de idade, foi encontrada esfaqueada no prédio que habitava em Benfica. O indivíduo foi avistado por populares, na posse de uma faca e de roupa ensanguentada, tendo sido retido até à chegada das autoridades. Os contornos daquele homicídio estão a ser investigados pela Polícia Judiciária que passou a noite no local a recolher elementos de prova.

Os factos ocorreram por cerca das 21 horas num prédio da Rua Amélia Rey Colaço, em Benfica (Lisboa). Um grupo de pessoas que estava numa esplanada de um café localizado na mesma rua avistou um indivíduo com roupa manchada de sangue e com uma faca também ensanguentada. O rapaz, de 19 anos de idade, tentou fugir mas acabou retido pelos populares. Quando os agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP) chegaram ao local, alertados para um eventual cenário de roubo, depararam-se com uma mulher, de 47 anos de idade, caída junto à porta do elevador no rés-do-chão do prédio onde habitava.

Apesar do socorro prestado pela equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), a mulher acabou por não resistir aos ferimentos, tendo o óbito sido declarado no próprio local. O cadáver foi recolhido e transportado ao Instituto de Medicina Legal.

A vizinhança, citada pela SIC Notícias, refere que a mulher teria negócios de prostituição a funcionar na habitação e que o suspeito pode ser, alegadamente, um dos seus clientes. O caso está entregue à Polícia Judiciária que procede às respectivas investigações no sentido de apurar o sucedido.

Aquele #Crime surgiu menos de 24 horas depois de um outro ocorrido em Sangalhos, no distrito de Aveiro, onde um homem, de 48 anos de idade, agrediu com uma faca a sua ainda esposa e o companheiro desta provocando-lhes a morte. De acordo com um comunicado emitido pela Polícia Judiciária, o agressor e a vítima mulher, de 42 anos, estavam separados de facto há cerca de um ano. O homem, carpinteiro de profissão, nunca se conformou com o fim da relação nem sequer com o facto de a esposa estar a viver com um novo companheiro, de 43 anos. Daí que na manhã de ontem, 19 de Agosto, dirigiu-se à habitação da ex-mulher e, munido de uma faca, a agrediu de forma violenta e fatal. Quanto o actual companheiro daquela foi em seu socorro também acabou por ser agredido, não resistindo aos ferimentos. O alegado agressor viria a entregar-se à polícia pouco tempo depois.