Um helicóptero Ecureil AS-350 B3 que regressava ao Centro de Meios Aéreos de Arcos de Valdevez caiu, ao início da tarde deste sábado, 8 de Agosto, numa estrada na freguesia de Refoios do Lima, no concelho de Ponte de Lima. Dos seis tripulantes que iam em viagem, dois deles sofreram ferimentos ligeiros e tiveram de receber tratamento hospitalar. O helicóptero, da responsabilidade da empresa Everjets, regressava de um incêndio florestal e voltava à sua base. Tanto a Autoridade Nacional de Protecção Civil como a empresa de aviação Everjets, responsável por aquele meio aéreo, referem que se tratou de uma aterragem de emergência.

De acordo com o jornal Público, que cita um comunicado da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), desconhecem-se as causas que levaram à realização daquela aterragem de emergência, tendo sido iniciado um processo de investigação no sentido de as apurar. Uma investigação que estará a cargo das autoridades competentes para o efeito. Também a empresa de aviação Everjets, a quem a Protecção Civil adjudicou o aluguer dos helicópteros ligeiros para combate a incêndios, disse desconhecer os motivos que levaram o piloto a efectuar uma aterragem de emergência na estreita estrada. Pelo que também irá iniciar um processo de inquérito para averiguar tais razões, refere o mesmo jornal.

O helicóptero seguia viagem com um piloto e cinco tripulantes que tinham participado nas operações de combate a um #Incêndio em Valença e regressava à sua base em Arcos de Valdevez. Durante o voo um problema fez que tivesse caído numa pequena estrada na pequena aldeia da Lapa, na freguesia de Refoios do Lima, no concelho de Ponte de Lima. Os dois feridos socorridos no local pelo Instituto Nacional de Emergência Médica acabaram por ser transportados a uma unidade de saúde de Viana do Castelo.

Ainda, de acordo com o jornal Público, a Everjets garantiu, através de comunicado, que “o dispositivo de combate aos incêndios não será afectado por este incidente”, até porque a empresa de aviação privada refere que “possui aeronaves de reserva para colmatarem este tipo de problemas”. #Acidente de Aviação #Bombeiros