Em Viana do Castelo foi recentemente cancelado um evento de tourada no qual participariam não só os touros, mas ainda anões. José Carlos Duarte, porta voz do movimento intitulado "Vianenses pela Liberdade", declarou à Agência Lusa que a razão que levou ao cancelamento da iniciativa foi o facto de o TAFB (Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga) não ter ainda dado uma resposta relativamente a uma providência cautelar que foi entregue por parte do grupo no começo desta semana. O grupo achou por bem não montar a arena e realizar o espetáculo sem a devida autorização por parte do tribunal. Apesar deste imprevisto, continuará a decorrer nessa cidade a primeira edição da Semana Taurina até ao dia 23 de agosto.

Em causa na providência cautelar que ainda não tem resposta está a contestação do grupo "Vianenses pela Liberdade" face ao indeferimento por parte do município em instalar uma praça amovível que permita a realização de vários eventos tauromáquicos. De acordo com o Público, o tribunal foi a opção mais viável para o grupo.

O indeferimento foi aplicado por parte da Câmara Municipal de Viana do Castelo na semana passada. As razões para tal decisão estão relacionadas com o incumprimento dos regimes de várias entidades, entre as quais a Rede Natura 2000, a RAN (Reserva Agrícola Nacional) e a REN (Reserva Ecológica Nacional), entre Caminha e Espinho. Além disso, de acordo com José Maria Costa, socialista que neste momento lidera a autarquia da capital do Alto Minho, há ainda o facto de o terreno em causa se encontrar em perímetro de emparcelamento entre a Areosa, Afife e Carreço.

O movimento "Vianenses pela Liberdade" foi criado no ano de 2009, após a Câmara de Viana ter aprovado uma proposta votada por uma maioria socialista, na qual a cidade se afirmou como sendo a primeira cidade "antitouradas". Apesar dessa declaração, de acordo com a RTP, já decorreram alguns eventos de touradas em Viana em 2012 e 2013, tendo estes eventos tido o apoio da parte da Prótorio, uma federação de associações em favor das touradas.

Tirando o evento agora cancelado, a primeira edição da Semana Taurina terá várias atividades associadas a temas taurinos, tais como tertúlias, feira do livro, exposições de fotografias, largadas de touros e um certame intitulado "Toiro Bravo - Um Sabor a Descobrir", no âmbito do qual vários restaurantes servirão carne de touro aos interessados. No âmbito deste evento está ainda planeada uma tourada para este domingo às 17h30, cujo cartaz integra os cavaleiros Ana Batista, António Brito Pais, João Moura Caetano, Joaquim Brito Pais e Marco José. Os forcados de Santarém também farão parte desta iniciativa.

Entretanto, um outro grupo local que é contra as touradas já anunciou que irá realizar uma #Manifestação no domingo que vem, perto do recinto onde se pretende realizar a tourada, por forma a expor a sua repulsa face ao evento que se pretende realizar. No caso de a tourada se realizar, será a quarta iniciativa do género realizada em Viana do Castelo após a sua afirmação como cidade "antitouradas". #Animais #Causas