Os meses de outubro e novembro não trouxeram novidades para os enfermeiros que esperavam pela respetiva atualização no vencimento a partir do mês de outubro. A promessa não foi cumprida e, ao fim de vários meses de espera e de expetativa, muitos enfermeiros continuaram a receber o mesmo vencimento, mesmo depois de o sindicato e de o Ministro da Saúde, Paulo Macedo, terem chegado a uma decisão em setembro. O acordo entre ambas as entidades seria que os enfermeiros em contrato individual de trabalho recebessem 1.201 euros. Os hospitais que ainda não fizeram a devida alteração têm até dezembro para o fazer, pois o acordo foi agora anunciado no Boletim de Trabalho e Emprego - entidade que disponibiliza informação sobre a regulamentação do trabalho, estatutos e corpos gerentes das organizações laborais.

De acordo com o site Observador, uma das instituições que ainda não procedeu à respetiva alteração salarial dos enfermeiros foi o Centro Hospitalar Lisboa Central, pois em finais de outubro, altura em que foram questionados, ainda não tinham sido divulgados no Boletim de Trabalho e Emprego os Acordos Coletivos de Trabalho, condição obrigatória para se efetuar a alteração dos salários. 

Uma vez que o acordo se refere a 1 de outubro, os hospitais que não fizeram a devida atualização dos vencimentos dos enfermeiros terão de o selar com retroativos. De acordo com o Ministro da Saúde, a atualização dos vencimentos abarca 11 mil profissionais e terá um impacto anual de 11 milhões de euros. 

Os enfermeiros que trabalhem 35 horas ou 40 horas por semana, pertencentes ou não ao Sindicato dos Enfermeiros, passaram a auferir um ordenado mensal de 1.201 euros, à semelhança dos enfermeiros que pertençam à função pública, mediante o acordo que foi feito com os sindicatos destes profissionais a 29 de setembro e a 1 de outubro. 

Recorde-se que o Sindicatos dos Enfermeiros, depois de ter acordado com o Governo sobre a atualização dos vencimentos destes profissionais, suspendeu seis greves que estavam previstas.  #Carreiras #Legislação