Um morto e um ferido grave foi o resultado de mais um acidente (despiste) um veículo ligeiro, na Autoestrada do Sul (A2). As causas do despiste, que teve lugar nesta quinta-feira, 12 de novembro, perto de Ferreira do Alentejo, distrito de Beja, ainda estão por apurar, disse à Blasting News fonte da GNR. Desconhece-se também a nacionalidade dos dois ocupantes da viatura, sabendo-se apenas que o carro tem matrícula francesa.

O trânsito esteve cortado durante aproximadamente vinte minutos pela Guarda Nacional Republicana (GNR), de forma a possibilitar a aterragem do helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que se deslocou ao local do acidente para transportar o ferido grave para um hospital em Lisboa.

Segundo informações apuradas junto do Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Seúbal, estiveram no local a GNR, 11 elementos do corpo de bombeiros de Grândola em cinco veículos, um helicóptero do INEM, uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do hospital Litoral Alentejano e elementos da empresa concessionária da A2.

Dados estatísticos

Segundo informação da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), disponível no seu sítio de internet, desde o início do ano (até 7 de novembro) já morreram nas estradas portuguesas 409 pessoas. No mesmo mapa estatístico constata-se que ficaram feridas com gravidade 1.850 pessoas em resultado de acidentes de viação.

Nota-se um aumento da sinistralidade rodoviária com resultados trágicos (morte e feridos graves), quando comparado com o período homólogo de 2014: 397 mortes e 1.812 feridos graves.

A mesma fonte indica que este é o ano, dos últimos três, onde tiveram lugar mais feridos leves. O número de feridos leves tem crescido de ano para ano: em 2013 resultaram 30.998 feridos leves; em 2014 foram 31.290, o que se traduz num crescimento em aproximadamente 1%. Em 2015 os acidentes rodoviários vitimaram 31.969 (feridos ligeiros), o que representa um aumento de aproximadamente 2,2% face a 2014.

O excesso de velocidade continua a ser um dos factores mais relevantes na origem dos acidentes rodoviários. #Acidente Rodoviário