Um jovem de 29 anos morreu na manhã desta sexta-feira, dia 29 de Janeiro, na sequência de um acidente. Cláudio Rato, que era elemento da Corporação dos #Bombeiros Voluntários de Pernes, no distrito de Santarém, conduzia um veículo reboque de automóveis quando embateu violentamente na traseira de um pesado de mercadorias. O acidente ocorreu uma semana depois de um outro bombeiro da mesma corporação, Telmo Lopes, de 32 anos, ter morrido ao cair inanimado durante uma corrida matinal.

Passavam poucos minutos das 9:30 horas desta sexta-feira, 29 de Janeiro, quando o alarme soou no Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém. O alerta dava conta de um acidente na Estrada Nacional (EN) nº 3, entre a Póvoa de Santarém e a Torre do Bispo, no concelho ribatejano de Santarém. Um veículo reboque, conduzido por Cláudio Rato, que transportava um automóvel acidentado, não conseguiu evitar o embate quando o pesado de mercadorias que seguia à sua frente teve de diminuir repentinamente a velocidade.

Para o local do sinistro deslocaram-se mais de uma dezena de operacionais dos Bombeiros Voluntários de Pernes e dos Bombeiros Municipais de Santarém, tendo sido accionada, ainda, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital Distrital de Santarém. Apesar de todos os esforços e das manobras de reanimação efectuadas pelos socorristas, o óbito viria a ser decretado no local.

Para além de trabalhar como rebocador da empresa Reboques Canaverde, de Santarém, Cláudio Rato foi elemento do Corpo dos Bombeiros Voluntários de Pernes, onde foi Tripulante de Ambulâncias de Socorro (TAS) até há cerca de um ano. Tinha 29 anos e era natural de Fonte da Pedra, uma pequena aldeia da União de Freguesias de Achete, Azoia de Baixo e Póvoa de Santarém, a cerca de 12 quilómetros da sede do concelho de Santarém.

A morte de Cláudio Rato acontece precisamente uma semana depois de Telmo Lopes, de 32 anos, ter perdido a vida ao cair inanimado quando praticava, como habitualmente, o seu exercício físico matinal, junto à sua residência em Pernes. A vítima integrava a Corporação de Bombeiros de Pernes e era elemento da Força Especial de Bombeiros Canarinhos. Duas mortes que estão a deixar consternado aquele corpo de bombeiros do distrito de Santarém, bem como outras corporações da região e até do país. #Acidente Rodoviário