Um jovem elemento do Grupo de Forcados Académico de Elvas morreu na madrugada desta sexta-feira, dia 29 de Janeiro, na sequência de um #Acidente rodoviário. Bruno Raimundo, de 27 anos, viajava com os pais e dois amigos em direcção a uma fábrica de Campo Maior, onde trabalhavam. A mãe do jovem forcado ficou em estado grave e foi helitransportada pelo Instituto Nacional de Emergência Médica para um hospital de Lisboa. O veículo chocou violentamente contra dois cavalos que estavam à solta na estrada.

Bruno Raimundo tinha completado 27 anos no passado dia 19 e preparava-se para festejar o aniversário neste sábado. Como habitualmente, viajava na Estrada Nacional (EN) 373, entre Elvas e Campo Maior, em direcção ao trabalho.

Publicidade
Publicidade

No automóvel viajavam também os seus pais, Aurelina e Jerónimo Raimundo, de 47 e 48 anos, respectivamente, bem como dois amigos de 32 e 26 anos. Ainda não eram cinco horas da madrugada quando o veículo automóvel chocou frontalmente contra dois cavalos que passeavam na faixa de rodagem. A colisão foi tão violenta que os dois cavalos morreram. A Guarda Nacional Republicana viria mais tarde a identificar o proprietário dos animais, que poderá vir agora a ser acusado de homicídio por negligência.

O automóvel estava a ser conduzido por Bruno Raimundo, elemento do Grupo de Forcados Académicos de Elvas. A noite ainda estava cerrada e com algum nevoeiro e o jovem não conseguiu avistar os animais a tempo de evitar a colisão. A violência do choque foi tal que os bombeiros de Campo Maior tiveram de recorrer a material de desencarceramento para retirar as vítimas dos destroços do automóvel.

Publicidade

O jovem condutor ainda foi transportado para o Hospital de Santa Luzia, em Elvas, onde viria a falecer minutos depois de ter dado entrada. A mãe, Aurelina Raimundo, de 47 anos, foi transportada em estado crítico para o Hospital de São José, em Lisboa, num helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). O pai, Jerónimo Raimundo, de 48 anos, também forcado e membro da Amadores Tertúlia Tauromáquica do Montijo, sofreu ferimentos considerados ligeiros, tendo sido assistido no Hospital de Santa Luzia.

Quanto aos outros dois ocupantes do automóvel, o homem de 32 anos foi avaliado como ferido grave e transportado igualmente para o Hospital de Elvas, de onde viria a ser transferido para o Hospital de São José, em Lisboa. O rapaz de 26 anos, à semelhança de Jerónimo Raimundo, foi assistido na unidade hospitalar de Elvas de onde teria tido alta durante o dia.

Nas operações de socorro estiveram envolvidos mais de três dezenas de operacionais dos corpos de bombeiros voluntários de Campo Maior e de Elvas, auxiliados pela Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER), sedeada no hospital de Portalegre, e uma ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) do hospital de Elvas.