Quatro mortos é o resultado de três acidentes ocorridos nas últimas horas em Coruche, Alcobaça e Idanha-a-Nova. Um número que contribui para o aumento da estatística da sinistralidade rodoviária, com um dos acidentes a acontecer no IC2. Só num dos acidentes morreram duas pessoas. Tratou-se de um despiste de um automóvel no concelho de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco.

Idanha

O alerta chegou à central do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco por cerca das 22:30 horas de ontem, sexta-feira, 5 de Março. Dava conta de um despiste de um automóvel na Estrada Nacional (EN) nº 239. Para o local foram accionados 11 operacionais e 5 viaturas dos Bombeiros Voluntários de Idanha-a-Nova, auxiliados pela equipa médica da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) instalada no Hospital Amato Lusitano, de Castelo Branco.

Apesar dos esforços dos socorristas, os dois ocupantes do automóvel acabaram por morrer.  As causas do acidente estão a ser investigadas pela Guarda Nacional Republicana (GNR), que tomou conta da ocorrência.

Alcobaça

Por sua vez, este sábado acordou com o alerta para um outro acidente, desta vez no IC2, em Ataíja de Cima, no concelho de Alcobaça. Pouco faltava para as seis horas da manhã quando uma colisão entre duas viaturas provocou um morto e três feridos graves. Segundo o CDOS de Leiria, no local estiveram os bombeiros voluntários das corporações da Batalha, Porto de Mós e Juncal. Os feridos foram transportados para o Hospital de Santo André, em Leiria, enquanto a vítima mortal foi enviada para o Gabinete de Medicina Legal da mesma unidade hospitalar.

Coruche

Cerca de uma hora depois, uma mulher, de 54 anos, morreu quando a carrinha que conduzia foi colhida por um comboio, numa passagem de nível da Linha de Vendas Novas, próximo de Rebocho, no concelho de Coruche. O acidente deu-se quando a condutora terá tentado atravessar a linha ferroviária, apesar de a passagem de nível alertar para a passagem de um comboio de mercadorias. O veículo foi arrastado por mais de 500 metros, tendo ficado totalmente destruído. A vítima ainda foi socorrida pela equipa da VMER de Santarém, mas não resistiu aos ferimentos. No local estiveram também 11 bombeiros da corporação de Coruche. #Acidente Rodoviário