Depois de ter sido anunciado pelo Papa Francisco que a Igreja queria reconciliar-se com os cristãos cujas opções de vida não coincidem rigorosamente com os ensinamentos do Vaticano, como pessoas divorciadas e casais que vivam em união de facto, um casal em Vila Real não conseguiu baptizar a filha de 3 meses porque os padrinhos não são casados pela Igreja. 

Os pais da criança são casados pela Igreja, a mãe é baptizada, fez a primeira comunhão, assim como o crisma, e queria que a sua filha seguisse o mesmo caminho religioso. No entanto, até ao momento não foi possível porque o padre da sua paróquia recusou-se a realizar a cerimónia de baptismo, e não providenciou os papéis necessários para que os pais da menina realizem o baptismo fora da igreja mas com a bênção de outros sacerdotes.

A causa dessa recusa é o facto de os padrinhos da bebé, os cunhados da mãe, estando a viver em união de facto, não contraíram matrimónio pela igreja. De forma a resolver este impasse, a solução dada pelo patriarca foi que os padrinhos casassem antes da data do baptizado da criança, uma decisão que não faz parte dos planos dos tios da bebé. 

De acordo com as declarações da futura madrinha à SIC, o sacerdote disse que só passaria o papel para que a menina fosse baptizada fora da sua paróquia quando os padrinhos mostrassem um documento a comprovar que tinham contraído matrimónio pela Igreja, 

Patrícia, cunhada da mãe da bebé, disse que essa situação teria sido evitada se ela e o marido tivessem mentido ao padre, dizendo que são apenas amigos ou que não tinham qualquer relação íntima, o que pelos olhos da Igreja seria possível, pois nada obriga a que os padrinhos constituam também um casal. 

A mãe da bebé não se deixou abater pela notícia, e para reverter a situação decidiu escrever uma carta direccionada ao Papa Francisco, contando a sua história. Helena Alves acredita que, mesmo que não consiga realizar o baptizado da filha, tem direitos, na qualidade de crente, e merece que a situação se resolva e que isto não seja um entrave à sua vida cristã. #Religião