Uma criança de apenas dois anos foi, durante a tarde deste domingo, atacada pelo próprio cão, de raça pitbull, na casa onde reside em Azambujeira, no concelho de Rio Maior. A criança encontra-se em estado grave tendo sido transportada primeiramente para o Hospital de Santarém e posteriormente transferida para o Hospital Dona Estefânia, em Lisboa.

De acordo com os dados recolhidos pelo Jornal de Notícias, o alerta chegou aos #Bombeiros Voluntários de Rio Maior por volta do meio-dia deste domingo, dia 12. Os bombeiros adiantaram que o pitbull pertencia à família da criança que foi atacada, mas que as razões que levaram a este ataque violento por parte cão ainda não são conhecidas. Só se sabe que, de acordo com algumas testemunhas, a criança terá dado uma festa no cão e quando voltou a aproximar-se dele, este decidiu atacar com gravidade a face da criança.

O socorrista dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior que esteve no local a prestar auxílio, Vítor Carvalho, informou a imprensa que a criança foi atacada com alguma gravidade na face apresentando, desta forma, uma ferida de grandes dimensões. Ainda segundo as declarações prestadas pelo socorrista, o cão terá mordido a face esquerda da criança de 2 anos, largando-a de seguida. 

A criança foi transportada imediatamente para o Hospital de Santarém por uma viatura do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) que se encontrava estacionada no próprio quartel dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior. No entanto, de acordo com as informações recolhidas pelo Correio da Manhã, a vítima já foi transferida para o Hospital Dona Estefânia, em Lisboa. 

Uma fonte da GNR divulgou ao Correio da Manhã que o veterinário municipal irá posteriormente deslocar-se a casa desta família para tentar analisar toda a situação e tentar perceber quais foram os motivos que levaram este pitbull a atacar uma criança que já lhe era conhecida, visto que esta é uma raça conhecida pela sua agressividade, mas também pela sua afeição aos membros da família, mesmo crianças.

No local do incidente estiveram quatro operacionais e dois veículos dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior e da GNR, que tomou conta da ocorrência. #Animais #Tragédia