Faleceu o sociólogo José Paquete de Oliveira, que exercia actualmente as funções de provedor do leitor no jornal Público. Paquete de Oliveira tornou-se conhecido como comentador do programa da SIC "Casos de Polícia", depois como provedor da RTP. Com uma carreira multifacetada, o licenciado em Sociologia, morre aos 79 anos, vítima de doença prolongada, após ter sido internado há alguns dias.

Natural da Madeira, começou por ser padre, sendo actualmente casado e pai de dois filhos. Paquete de Oliveira destacou-se com uma carreira multifacetada que teve na comunicação social o seu campo de acção. Aos 23 anos já era chefe de redacção do Jornal da Madeira. Licenciou-se em Ciências Sociais, no ramo da Sociologia, pela Universidade Gregoriana, em Roma, no ano de 1973; à época, o curso ainda não existia em Portugal. No ano seguinte volta ao nosso país e é na Madeira que é surpreendido pela revolução de Abril. Em 1976 ruma ao Continente, tendo passado pelos principais jornais portugueses; colaborou com o Expresso, o Diário de Lisboa e, durante mais de uma década, com o Jornal de Notícias. 

Corria o ano de 1989 quando se doutorou em Sociologia da Comunicação e da Cultura, pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa. Só ficaria conhecido do grande público em 1992 quando se tornou comentador residente do programa da SIC "Casos de Polícia", onde continuou até 1997. 

Paquete de Oliveira conciliou a sua veia jornalística com o ensino. Quando em 2006 se tornou provedor da RTP, era simultaneamente professor no ISCTE e vice presidente da mesma instituição, onde era também coordenador do mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação.  

Ao longo dos anos dedicou-se ao estudo e à investigação, tendo escrito vários livros e muitas publicações sobre media. 

Paquete de Oliveira participou em diversos projectos de investigação na área da comunicação social. Além disso foi membro do Conselho Consultivo do Instituto Civil de Autodisciplina da Publicidade. Actualmente, era provedor do leitor do Jornal Público, cargo que ocupava desde 2013, para o qual escrevia um artigo semanal. #Televisão #Personalidades