Dois rapazes com 19 e 21 anos morreram neste domingo, 14 de Agosto, vítimas de acidentes rodoviários. O mais novo foi vítima de uma colisão entre dois automóveis durante a madrugada, enquanto o outro morreu, a meio da tarde, na sequência de um despiste de uma moto 4. Os trágicos acidentes ocorreram nos concelhos da Sertã e de Vila Real. As causas daqueles acidentes estão a ser investigados pelos respectivos militares da Guarda Nacional Republicana, que tomaram conta das ocorrências.

O primeiro trágico acidente aconteceu por cerca das 3:30 horas deste domingo, 14 de Agosto, na Estrada Nacional nº 238, na ligação entre a Sertã e Oleiros, no distrito de Castelo Branco. Tratou-se de uma colisão entre dois automóveis ligeiros de passageiros, próximo da saída de acesso para o Troviscal. Do acidente resultou a morte de um jovem de 19 anos e ferimentos em outros dois homens, de 42 e 43 anos. O óbito foi declarado no local pelos elementos no Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que enviou para o local a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Castelo Branco e a ambulância Suporte Imediato de Vida, com base no Hospital da Fundação Nossa Senhora da Guia, em Avelar, concelho de Ansião. Os feridos foram socorridos e transportados pelos #Bombeiros voluntários para o Hospital Amato Lusitano, em Castelo Branco.

Despiste de moto 4

Por sua vez, por volta das 15 horas, um passeio de moto 4 entre amigos revelou-se fatal para um jovem de 21 anos. A vítima perdeu o controlo do veículo na localidade de Jorjais, na freguesia de Andrães, concelho de Vila Real. A moto 4 despistou-se, tendo chocado violentamente num rail de protecção, capotando de seguida. A vítima foi socorrida pelos Bombeiros Cruz Branca, tendo sido transportada em estado crítico para a unidade de Vila Real, do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, onde foi declarado o óbito. O Jornal de Notícias refere que foi solicitada a intervenção da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) mas a mesma não chegou a deslocar-se ao local do acidente por não se encontrar disponível. #Acidente Rodoviário