Na madrugada do dia 11 de outubro, em #Aguiar da Beira, no distrito da Guarda, Pedro Dias terá baleado mortalmente Carlos Caetano, um militar da Guarda Nacional Republicana (GNR) e um civil (Luís Pinto). Na mesma altura outro militar e uma civil foram baleados e ficaram feridos com gravidade.

O alegado responsável pelo banho de sangue em Aguiar da Beira é o homem mais procurado neste momento em Portugal e foi visto hoje em Arouca. Na tarde de hoje (16 de outubro), em Moldes (Arouca), aproximadamente pelas 13.30 horas, sequestrou e agrediu um casal de idosos que se preparava para sair de casa para ir almoçar com o filho. O filho alertou a Guarda Nacional Republicana (GNR) após verificar que a carrinha dos pais não estava à frente de casa e que estes não apareciam.

A GNR deslocou-se de imediato ao local, tendo logo encontrado o casal amarrado e amordaçado. As vítimas informaram então que lhes tinha sido roubado uma carrinha. O fugitivo terá também levado alguns mantimentos. A carrinha é uma Opel Astra, de cor branca, com a matrícula 98-57-EA

Posteriormente, o casal de idosos foi transportado ao Centro de Saúde daquela freguesia para serem assistidos.

A GNR tem já cortados todos os acessos a Moldes e está em campo uma enorme operação policial que visa procurar o homicida de Aguiar da Beira. Também as estradas de acesso à Serra da Freita e à Serra da Senhora da Hora foram cortadas.

Tanto a GNR como a #Polícia de Segurança Pública (PSP) fazem buscas minuciosas. Todo um dispositivo foi montado na região de Arouca, distrito de Aveiro, e foi lançado um alerta em toda a região Norte para localizar a viatura roubada onde poderá viajar o suspeito pelos homicídios em Aguiar da Beira. A viatura foi dada como desaparecida próximo de Arouca, a cerca de 60 quilómetros do Porto.

Quem eventualmente avistar este homem não deve tentar uma aproximação, mas sim avisar de imediato o 112.

Entretanto, já pelas 18 horas, a GNR de Vila Real terá lançado um alerta. Pedro Dias teria sido reconhecido na viatura roubada e teria escapado a uma patrulha da GNR à entrada dessa cidade, tendo também ali sido montada uma caça ao homem.

Provavelmente estará a tentar passar a fronteira e ir para Espanha. As autoridades espanholas já foram alertadas e estão de sobreaviso. O homem é considerado muito perigoso e estará fortemente armado.

Pedro Dias já anda fugido há 6 dias. Uma verdadeira caça ao homem está montada. As autoridades não desistem e a árdua missão de o localizar e capturar continua. #Crime