Pedro Dias, o homem mais procurado em Portugal neste momento, é agora também procurado em Espanha e em qualquer outra parte, pois já existe um mandado de captura europeu contra ele. Segundo o Ministério Público, um mandado de detenção europeu é uma decisão judiciária emitida por um estado-membro para detenção e entrega, por outro estado-membro, de uma pessoa que é procurada para efeitos de procedimento criminal ou para cumprimento de uma pena ou medida de segurança privativas da liberdade. De referir que Pedro Dias, já se encontra em fuga há mais de duas semanas.

No dia 11 de Outubro, dois militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) e dois civis foram baleados, em #Aguiar da Beira, no distrito da Guarda, alegadamente por Pedro João Dias. Desses quatro baleados, dois perderam a vida, um dos militares da GNR e um dos civis. Durante estes 16 dias, em que o presumível responsável pelo banho de sangue em Aguiar da Beira se mantém em fuga, foram já muitas as denúncias e os supostos avistamentos e vestígios do suspeito que foram sendo comunicados.

#Pedro Dias terá alegadamente feito vários assaltos a carros e casas, mas só numa última casa assaltada, em Lamares, a PJ encontrou sangue, cabelos e impressões digitais que podem ajudar nas investigações.

Inicialmente, a atenção das autoridades centrou-se em Arouca, mas após a viatura roubada por Pedro Dias em Moldes ter sido encontrada abandonada na aldeia de Carro Queimado, em Vila Real, toda a atenção da GNR e da própria Polícia Judiciária (PJ) ficou centralizada nessa localidade e zonas limítrofes.

Segundo o jornal espanhol “El Progresso”, Pedro Dias poderá ter sido visto esta quinta-feira no sul de Ourense, na Galiza, em Espanha, por várias pessoas. A própria Guarda Civil espanhola, tem feito inúmeras recomendações e espalhado cartazes com a fotografia de Pedro Dias pelas populações de Ourense, por recear que ele já possa eventualmente ter atravessado a raia. O mesmo jornal escreve ainda que o sentimento de incerteza, e um certo medo nos últimos dias, tem deixado agitado o sul de Ourense.

As autoridades continuam na árdua e difícil missão de localizarem e capturarem Pedro João Dias. #GNR e PJ