Um adido da Embaixada da Índia em Portugal e a mulher morreram num violento despiste ocorrido neste domingo, 20 de Novembro. O filho do casal indiano, de 16 anos, que acompanhava os pais na viagem ao Algarve, ficou ferido com gravidade. Apesar de as autoridades estarem a investigar as circunstâncias em que ocorreu o acidente, tudo aponta para o piso molhado como a causa mais provável.

Segundo notícias divulgadas por alguma imprensa, o diplomata Mannarath Dominic, de 53 anos, e a mulher, Bestsy Dominic, de 48 anos, viajavam com o filho Deve Dominic, de 16 anos, para o Algarve, num automóvel pertencente à Embaixada da Índia em Portugal. A viagem foi interrompida ao quilómetro 688 do Itinerário Complementar nº 1 (IC1), na localidade de Portela do Lobo, próximo de Santana da Serra, concelho de Ourique. O alerta foi dado às 13:25 horas desde domingo, 20 de Novembro. Provavelmente devido ao piso molhado, o diplomata perdeu o controlo do automóvel ligeiro de passageiros que acabou por entrar em despiste.

Quando os cerca de 25 operacionais das corporações de #Bombeiros voluntários de Ourique e Almodôvar chegaram ao local depararam-se com o casal indiano em paragem cardiorrespiratória. O socorro foi prestado com o auxílio dos elementos da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) afecta ao Hospital José Joaquim Fernandes, de Beja, bem como pela tripulação da ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) do Centro de Saúde de Castro Verde. Duas unidades de cuidados de saúde pertencentes à Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo.

O casal foi transportado para o Centro de Saúde de Castro Verde, onde acabaria por falecer, com os respectivos corpos a serem transportados posteriormente para o Gabinete Médico-Legal e Forense instalado no Hospital de Beja. O jovem adolescente, ficou ferido em estado considerado bastante grave, foi transportado para a mesma unidade hospitalar, de Beja, de onde acabou por ser transferido de helicóptero para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

A ocorrência foi registada pelos militares do Destacamento de Trânsito de Gomes Aires da Guarda Nacional Republicana, estando a investigação sobre as causas a cargo do respectivo Núcleo de Investigação de Acidentes de Viação. #Óbito #Acidente Rodoviário