Um despiste de automóvel foi fatal para uma menina de apenas 9 anos de idade. A criança viajava no veículo conduzido pelo seu pai e não resistiu aos ferimentos. No mesmo automóvel seguia, ainda, um outro filho do condutor, um menino de 4 anos. Os dois foram transportados ao hospital com ferimentos considerados ligeiros. As autoridades iniciaram um processo de investigação no sentido de apurar as causas e em que circunstâncias ocorreu aquele despiste.

A tragédia aconteceu pouco antes das 17:30 horas deste domingo, 26 de Março, na localidade de Cabanões, nos arredores da cidade de Viseu. O automóvel, uma carrinha ligeira de passageiros, seguia no sentido zona industrial de Coimbrões – Viseu quando o condutor, um homem com cerca de 35 anos, perdeu o controlo do veículo, vindo a embater num muro e imobilizando-se numa zona próxima das antigas instalações de um centro de inspecção automóvel.

Publicidade
Publicidade

O condutor viajava na companhia dos seus filhos: um menino de 4 anos e uma menina de 9 anos. A menina seguia no branco traseiro do veículo e na sequência do despiste foi projectada para fora do automóvel. O pai ainda tentou prestar socorro à filha, mas devido ao estado de choque perante a situação acabou por perder os sentidos. Foi transportado ao Hospital de São Teotónio, em Viseu, assim como o seu filho mais novo, ambos com ferimentos considerados ligeiros.

Segundo o Comando Distrital das Operações de Socorro (CDOS) de Viseu, da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), nas operações de socorro estiveram envolvidos os Bombeiros Municipais de Viseu, socorristas do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e da Cruz Vermelha, num total de 14 operacionais e seis veículos. A ocorrência foi registada pelos militares da Guarda Nacional Republicana, que recolheram meios de prova com vista a apurar as causas que estiveram na origem do trágico #Acidente.

Publicidade

Alguns populares, que se deslocaram ao local, aquele foi mais um acidente que ocorreu naquela zona de Cabanões, apontando a existência de óleo no asfalto como a causa mais provável.