Um homem de 57 anos, motorista de táxi, foi encontrado morto na via pública, numa zona do concelho de Amadora. A vítima apresentava sinais de ferimentos provocados por uma arma branca. Alegadamente, o taxista terá sido esfaqueado por clientes que tinha acabado de transportar. O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária. Entretanto, um outro motorista de táxi, de 74 anos, foi agredido com violência por um homem que o pretendia assaltar. O taxista foi socorrido e transportado ao hospital pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (#INEM).

A Polícia Judiciária tem em curso um processo de investigação com vista a esclarecer um alegado homicídio ocorrido na madrugada deste sábado, 20 de Maio, no concelho da Amadora.

Publicidade
Publicidade

Por cerca da 1h30, um motorista de um automóvel de aluguer, de 57 anos, terá transportado dois clientes até a uma artéria daquele concelho da região de Lisboa. Tudo indica que o taxista terá sido assaltado por aqueles dois indivíduos, que o acabaram por o agredir com recurso a uma arma branca, desferindo-lhe várias facadas. Depois, os presumíveis assassinos, deixaram a vítima caída no chão da via pública, junto ao automóvel.

O alerta para as autoridades foi dado por populares que foram despertados para o #Crime através dos gritos e pedidos de socorro feitos pela vítima. Quando os meios de socorro chegaram ao local encontraram o homem ainda com sinais vitais, tendo iniciado, de imediato, as respectivas manobras de reanimação com o auxílio dos elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Publicidade

No entanto, a vítima não resistiu aos ferimentos, tendo o óbito sido declarado no próprio local. A polícia está convicta que o homem terá sido assassinado, numa ambiência de #Assalto, pelos clientes que tinha acabado de transportar e que se colocaram em fuga.

Agressão a taxista de 74 anos

Entretanto, a madrugada deste sábado também foi trágica para um outro taxista, desta vez na cidade do Porto. Eram cerca das 3h00 quando o motorista terá transportado um cliente entre a Rotunda da Boavista e a Rua dos Clérigos. No entanto, ao chegar ao destino, o suspeito terá exigido que o taxista lhe entregasse todo o dinheiro que tinha em seu poder, tendo começado a agredi-lo com grande violência, com murros na cabeça, acabando por se colocar em fuga, sem levar quaisquer valores.

A vítima foi socorrida pelos elementos do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que a transportaram para os serviços de emergência do Hospital de Santo António, com escoriações e hematomas no corpo, essencialmente no rosto.