#Pedro Palma tinha 58 anos e era um fotojornalista e cartoonista bem conhecido em Portugal. Encontrava-se desaparecido desde a última quinta-feira (24 de Agosto), logo após de ter deixado a casa onde morava com a sua irmã e mãe. Ao sair de casa, terá prometido às duas que regressaria o mais tardar na manhã seguinte. Mas instantes antes de desaparecer, o fotojornalista publicou na sua página de Facebook um estranho vídeo que apresentava apenas 10 segundos de ruído branco e ‘chuva’. Um vídeo que deixou todos os amigos e familiares de Pedro Palma muito intrigados.

Esta terça-feira (29 de Agosto), foi finalmente encontrada a sua viatura, um Alfa Romeo, estacionada numa rua de São Pedro de Penaferrim, em Sintra.

Publicidade
Publicidade

Foram algumas pessoas que tinham conhecimento do desaparecimento de Pedro Palma que revelaram a localização da viatura ao destacamento de Sintra da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Segundo a edição desta quarta-feira (30 de Agosto) do jornal Observador, a viatura foi encontrada fechada, e por determinação da própria Polícia Judiciária (PJ) foi posteriormente transportada para as instalações da GNR de Alcabideche, no concelho de Cascais, para que uma inspecção cuidadosa fosse realizada para a recolha de provas e pistas que possam auxiliar na investigação da PJ.

E foi quando o carro estava a ser inspeccionado que foi descoberto, na bagageira da viatura, o corpo sem vida do artista plástico. O corpo foi imediatamente transportado para o Instituto Nacional de Medicina Legal (INML), sendo que a autópsia será realizada durante esta quinta-feira (31 de Agosto).

Publicidade

Em principio, o suicídio é uma das primeiras causas apontadas para esta #Morte um pouco estranha, mas obviamente que todas as possibilidades estão ainda em cima da mesa, incluindo a de homicídio. Aguarda-se agora o desenvolvimento de todas as investigações, para que todas as causas e responsabilidades sejam devidamente conhecidas e apuradas.

Pedro Palma foi casado com a bióloga e escritora Clara Pinto Correia. E acabou por ser através dela que ficou conhecido, depois de apresentar, numa exposição denominada Intimidades, várias fotografias da mulher enquanto esta tinha orgasmos. Meses depois dessa exposição, a relação de ambos terminou e separaram-se.

Pedro Palma, além de jornalista, era fotógrafo, designer e cartoonista. Mais um excelente artista plástico que desaparece do mundo das artes.