Foi na madrugada da última quarta-feira (16 de Agosto) que Bruno Silva, mais conhecido por #Virgul, cantor dos Da Weasel, acabou detido. Detenção essa que resultou de uma operação de fiscalização rodoviária realizada nas proximidades da "Bliss", uma das mais conhecidas discotecas em Vilamoura. Virgul e alguns amigos andavam numa viatura topo de gama, um Porsche Carrera, a realizar peões no estacionamento desse mesmo espaço de diversão nocturna, quando aproximadamente pelas 07.00 da manhã militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) deram ordem de paragem à viatura. Imediatamente o condutor acatou a ordem, parou, e todos os ocupantes da viatura saíram normalmente para o exterior.

Publicidade
Publicidade

Mas já fora da viatura, Virgul exaltou-se e começou a injuriar os militares, pelo que os mesmos tiveram que pedir reforços. Prontamente, os elementos do Grupo de Intervenção da Ordem Pública (GIOP) da GNR chegaram ao local. Hugo Ernano fazia parte do grupo dos reforços do GIOP e quando se preparava para revistar o cantor, perto do Porsche, foi agredido com uma cotovelada. Mas logo depois o agressor acabou por ser manietado, detido e transportado para o posto da GNR de Vilamoura.

De recordar que Hugo Ernano regressou ao trabalho em Dezembro de 2016 após o término da suspensão de funções por 8 meses, com o corte de dois terços do vencimento decretada pela própria ministra da Administração Interna. Foi o militar da GNR que acabou condenado a uma pena suspensa de quatro anos por homicídio simples, pelo facto de em 2008, durante uma perseguição policial, ter atingido mortalmente um menor de 13 anos de forma acidental, que tinha sido levado para um assalto pelo próprio pai.

Publicidade

Foi ainda condenado a pagar uma indemnização aos pais da vítima, de cerca de 55.000 euros (44.000 à mãe e 11.000 ao pai), por negligência grosseira.

Devido à forte cotovelada de que foi alvo, Hugo Ernano sofreu uma lesão no maxilar, pelo que necessitou de receber tratamento hospitalar e foi transportado para o Hospital de Faro, como o Correio da Manhã adiantou numa das suas edições informativas de quinta-feira (17 de Agosto).

Virgul foi notificado no posto da GNR de Vilamoura para se apresentar esta quinta-feira no tribunal de Loulé, tendo comparecido na companhia de um advogado, e acabou por requerer um período para poder preparar a sua defesa. O tribunal marcou uma nova audiência para o dia 31 de Agosto. À saída das instalações do tribunal, o músico não fez nenhuma declaração sobre o caso aos órgãos de comunicação social lá presentes.

Nos Da Weasel, Bruno Silva (Virgul) era um dos vocalistas da banda juntamente com Pacman (Carlão). Em 2010, a banda acabou e ele viria a juntar-se aos Nu Soul Family e estreou-se mesmo a solo. Na ultima segunda-feira (14 de Agosto) tinha actuado em Santa Luzia, Tavira. #HugoErnano #DaWeasel