Pedro Silva Pereira, 52 anos, deslocou-se na tarde deste sábado ao Estabelecimento Prisional de Évora (EPE) para visitar o seu amigo e ex-primeiro ministro José Sócrates, preso preventivamente desde o passado dia 25 por estar indiciado dos crimes de fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção. Silva Pereira é agora a última personalidade de uma já extensa lista de socialistas que se deslocaram às instalações do EPE. Antes do agora eurodeputado, também Mário Soares, Capoulas Santos, Almeida Santos, Jorge Lacão, António Guterres, Fernando Gomes, entre outros, já haviam visitado José Sócrates.

"Encontrei José Sócrates bem, dadas as circunstâncias, e com uma força interior impressionante", revelou Silva Pereira em declarações aos jornalistas que por estes dias têm sido presença assídua à porta do EPE.

Publicidade
Publicidade

Amigo de longa data do ex-secretário geral do Partido Socialista, Pedro Silva Pereira reconhece a determinação que caracteriza José Sócrates: "[tem] uma grande determinação em lutar pela sua inocência, pelos seus direitos e pela sua liberdade", sublinhou.

O antigo ministro da Presidência dos dois governos chefiados por José Sócrates (2005 e 2009), não tem dúvidas da inocência do ex-primeiro ministro de Portugal: "Acredito, naturalmente, na inocência", acrescentou Silva Pereira, que se recusou a tecer outros comentários, após a visita que teve duração de cerca de uma hora e trinta minutos.

Recorde-se que José Sócrates foi detido na noite de 21 de Novembro, sexta-feira, no Aeroporto da Portela, em Lisboa, vindo de Paris. O antigo primeiro-ministro está em prisão preventiva após o interrogatório judicial a que foi submetido pelo juíz Carlos Alexandre, também responsável pelos processos mediáticos como são os casos Monte Branco, Face Oculta, BPN, Portucale, entre outros.

Publicidade

Além de José Sócrates, também o seu amigo de infância Carlos Santos Silva, empresário da Covilhã, e o seu motorista, João Perna, estão presos preventivamente, no estabelecimento prisional da Polícia Judiciária, em Lisboa.