António Costa, que tem marcado na sua agenda uma audiência com Papa Francisco, prepara-se para receber das mãos de 12 conselheiros económicos propostas que possam ser trabalhadas, tendo em vista a elaboração do programa governativo do PS. As propostas resultam de vários meses de reuniões entre os economistas convidados pelo secretário-geral dos socialistas. A notícia é avançada na edição desta segunda-feira do "Público" e dá conta ainda que, desde novembro, que o grupo de trabalho tem estado reunido todas as semanas na Assembleia da República. Os conselheiros de António Costa pretendem entregar ao líder do PS um esboço da evolução de variáveis económicas e uma lista de alternativas para o actual cenário português.

Publicidade
Publicidade

Mas vamos a nomes.

Mário Centeno: Desempenha funções de assessor especial da Administração do Banco de Portugal. A sua área de estudos centra-se no mercado de trabalho. Defende aspectos como a implementação de um contrato único, porém, simples e flexível, ou criação de um seguro de desemprego para cada trabalhador.

Caldeira Cabral: Consultor do Banco Mundial. Colaborou com o governo de Sócrates, nomeadamente com os ministros Manuel Pinho e Teixeira dos Santos, e foi conselheiro de Seguro. Defende medidas de apoio ao empreendedorismo nas universidades e a reposição de salários e pensões, ainda que de forma moderada.

Paulo Trigo Pereira: À semelhança de Caldeira Cabral, também trabalhou com o executivo de José Sócrates. Defensor acérrimo do rigor e controlo das contas públicas, considera que não haverá "margem para reduzir" os impostos até 2018/2019.

Publicidade

Fernando Rocha Andrade: Foi adjunto do actual líder socialista quando este era ministro dos Assuntos Parlamentares. Desempenhou ainda funções de sub-secretário de Estado da Administração Interna. Docente de Economia e Finanças Públicas na Universidade de Coimbra.

Vieira da Silva: Foi ministro do Trabalho e da Segurança Social e, mais tarde, da Economia, nos governos de José Sócrates. Apresenta um discurso moderado e foi responsável pela coordenação da revisão à Segurança Social, em 2006, que recebeu elogios da OCDE e FMI.

João Galamba: Dirigente do PS e formado em Economia na London School of Economics. Integra a ala mais à esquerda do partido e defende com afinco as suas posições.

Elisa Ferreira: Está no Parlamento de Europeu desde 2004. Foi ministra do Ambiente e, posteriormente, do Planeamento, no governo de António Guterres. É reconhecida internacionalmente pela apresentação de propostas que visam a reestruturação da arquitectura da zona Euro.

Sérgio Ávila, Francisca Guedes de Oliveira, João Leão, João Nuno Mendes e Vítor Escária são os restantes elementos que constituem o grupo de trabalho de António Costa para a área de Economia.