Já é possível a partir deste domingo, dia 29, contribuir com propostas que, mediante posterior votação, poderão engrossar o programa de governo do Partido Socialista. Para isso basta aceder ao sítio da internet referente ao gabinete de estudos do PS - gabinetedeestudos.ps.pt - e dizer de sua justiça. O documento final será apresentado aos portugueses no próximo dia 6 de junho, sábado, pelo secretário-geral do Partido Socialista, António Costa. Recorde-se que o programa de governo dos socialistas conta com a supervisão e auxílio de seis antigos ministros de governos do PS.

João Tiago Silveira, responsável pela direção do Gabinete de Estudos do PS, explica o procedimento.

Publicidade
Publicidade

"As propostas serão posteriormente selecionadas e eventualmente sujeitas a votação, isto caso existam várias propostas alternativas sobre uma mesma temática". No entanto, o antigo secretário de Estado da Presidência deixa o aviso: "Não iremos colocar à votação nenhuma proposta que não vá de encontro aos princípios políticos do PS, ou que seja entendida como inexequível", frisou, em declarações à Agência Lusa.

A este propósito, João Tiago Silveira deixa claro que o programa de governo dos socialistas vai ter "como base um cenário macroeconómico" que será apresentado brevemente. De acordo com António Costa a apresentação terá lugar até final do mês de março. O diretor do Gabinete de Estudos do PS acrescenta ainda que "todas as propostas do programa governativo respeitarão esse cenário [macroeconómico]".

Publicidade

Note-se que o líder dos socialistas organizou um grupo de trabalho constituído por doze conselheiros, que têm trabalhado nas propostas do PS para a área de Economia.

Para enviar propostas via eletrónica, basta clicar no separador "programa participativo" que aparece na parte superior do site (sensivelmente ao meio) e preencher o formulário, com o seu nome, e-mail, contacto telefónico, título da proposta (máximo de 140 caracteres) e a respetiva proposta (máximo 2000 caracteres).

Ainda que o site só hoje, domingo, tenha ficado operacional, João Tiago Silveira revela que o Gabinete de Estudos do PS já recebeu várias propostas "enviadas por e-mail, por correio ou formuladas pelos diversos grupos de trabalho do PS". "Os nossos compromissos baseiam-se na apresentação de um programa de governo responsável, com medidas calendarizadas e impactos estimados, através de um texto claro e acessível, que explique o que difere o PS do atual governo composto pela coligação PSD/CDS", finalizou.