O LIVRE/Tempo de Avançar pode orgulhar-se de ter feito história na democracia portuguesa. O partido é o primeiro em Portugal a realizar primárias, isto é, os candidatos a um lugar na Assembleia da República são escolhidos por cidadãos e não pelo órgão máximo do partido. Nesta história estão inscritas cerca de 8 mil pessoas que querem escolher os seus representantes. Os resultados finais ainda estão a ser apurados mas, ao que tudo indica, cerca de 2500 pessoas que vão votar não têm ligação ao partido.

Será nos próximos dias 20 e 21 de junho que as votações vão acontecer um pouco por todo o país. No boletim de voto dos vários círculos eleitorais vão estar todos os candidatos e os eleitores apenas vão ter de os ordenar por ordem de preferência.

Publicidade
Publicidade

A ordenação final vai resultar da ponderação de todos os votos, sendo que, em todas as listas, o LIVRE/Tempo de Avançar garante 50% de homens e 50% de mulheres.

No eleitorado inscrito, Maria João Pires, porta-voz do LIVRE/Tempo de Avançar, destaca que o círculo europeu tem mais inscritos do que alguns círculos eleitorais portugueses. No primeiro lugar de mais eleitores inscritos está Lisboa. #Governo #Eleições