Morreu, esta madrugada de terça-feira, dia 7 de julho de 2015, a ex-primeira dama, Maria Barroso no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde estava internada. A esposa de #Mário Soares estava em coma há cerca de 12 dias e a sua condição terá vindo a agravar-se desde então. A ex-primeira-dama terá falecido na sequência de uma hemorragia intra-craniana pós traumática grave, provocada por uma queda que terá acontecido na sua casa, na noite anterior a ter entrado em coma profundo e irreversível. A informação da sua morte foi dada por uma fonte do hospital.

Maria de Jesus Simões Barroso Soares tinha 90 anos de idade e uma vida repleta de conquistas.

Publicidade
Publicidade

Em 1951, licenciou-se em Ciências Histórico-Filosóficas, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Foi durante a licenciatura que conheceu e casou com Mário Soares, de quem viria a ter dois filhos. Foi diretora do Colégio Moderno mas acabou por ser proibida de lecionar, tanto no ensino público como no privado, durante a época do Estado Novo. Em 1973, fundou o Partido Socialista, liderado pelo seu marido, em Badem Munstereifel, na Alemanha.

Quando, em 1986, Mário Soares se tornou presidente da república, a primeira-dama envolveu-se na defesa do sentido de família e na luta contra o racismo, a xenofobia, o antissemitismo e a exclusão social.

Em 1997, já depois de deixar o cargo de primeira-dama, tornou-se presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, até 2003. Ocupava, ainda o cargo de sócia-fundadora e presidente do Conselho de Administração da ONGD Pro Dignitate, desde 1994, e da Fundação Aristides de Sousa Mendes.

Publicidade

Atriz de renome, participou em diversas peças de teatro e variados filmes, três deles realizados por Manoel de Oliveira.

Maria Barroso foi distinguida com vários prémios, títulos e condecorações, a mais recente pela Ordem Real de Snaa Isabel de Portugal, em Julho de 2002.

Hoje, a partir das 18:00h, o corpo de Maria Barroso estará em câmara ardente no Colégio Moderno, onde foi diretora. O funeral realizar-se-á amanhã no Cemitério dos Prazeres, em Lisboa, depois de uma missa, às 10:00h, na Igreja do Campo Grande. #Personalidades #Polícia