As #Eleições presidenciais estão aí à porta e as candidaturas têm vindo a ser apresentadas nos últimos dias. O Bloco de Esquerda (BE) confirmou hoje uma candidata do seu partido. Chama-se Marisa Matias, tem 39 anos e é eurodeputada desde 2009. Catarina Martins, líder do partido, acrescentou em conferência de imprensa que considera “irresponsável” estender uma passadeira vermelha a Marcelo Rebelo de Sousa, dado o facto de ser comentador político e possuir ideias "retrógradas e de direita."

Terminado o período das eleições legislativas, é tempo de falar na corrida a Belém. Catarina Martins afirma que o seu partido evitou sempre falar das presidenciais, considerando que agora é o momento certo. Desta maneira, ficou confirmada na passada sexta-feira a candidatura da eurodeputada Marisa Matias na reunião da Mesa Nacional do Bloco de Esquerda.

Ao Esquerda.net, Marisa Matias revelou que o partido trabalhou para uma candidatura única, que abrangesse toda a esquerda. Contudo, esse cenário revelou-se impossível e pretende-se agora terminar com o “ciclo bafiento” que tem vindo a caraterizar a política nacional, disse Catarina Martins.

A líder do Bloco aproveitou para criticar a candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa a Presidente da República, justificando que é um comentador político, um homem com "ideias retrógradas e um representante do PSD, dos grandes grupos económicos e do conservadorismo." Catarina Martins realça como exemplo desse conservadorismo a recusa da despenalização da interrupção voluntária da gravidez, mostrando-se a favor desse direito humano e da liberdade de escolha por parte da mulher.

Marisa Matias afirmou estar empenhada em mobilizar muitos votos para que o país não seja governado por um presidente de direita, muito menos sem a passagem por um exigente debate democrático, que considera imprescindível. Os direitos humanos, a corrupção e a “a captura de decisões nacionais por acordos internacionais não sufragados” parecem ser os temas centrais desta candidatura à presidência por parte da eurodeputada do BE. #Eleições Presidenciais