"Margem" é o título da exposição coletiva que inaugurou com o Armazém, junto à Ribeira do Porto, numa zona caraterística em frente à Alfândega e ainda preservada da cidade. A mostra reúne obras de instalação, objetos e pintura de dez artistas de várias nacionalidades, como por exemplo Alexandre Rola, Andre Martus, Augusto Canedo, Carlos Rial, Diego Vites, Jorge Varela, Mauro Trastoy, Pablo Orza, Seara e Susana Bravo.

Note-se que o espaço remonta à era industrial, ainda com pedra original e traves de madeira à vista, em contraste com algumas intervenções atuais subtis. Releva a arte que dialoga entre si e com quem passa. "Margem", palavra definida como um ponto de encontro onde a água encontra a terra, no caso na margem de um rio chamado Douro, e sendo esta uma exposição eventualmente à margem de tudo o que se possa imaginar, no fundo relacionável com o próprio conceito do novo espaço.

Segundo os curadores Belkiss Oliveira e Nuno Ribeiro, o termo 'margem' implica a superação, o risco, a visão. Para os artistas, reserva a vontade de ultrapassar limites e de transpor todas as margens do próprio caminho, numa busca incessante de fronteiras conhecidas (ou não). A 'margem' onde os pés se prendem, onde o olhar se perde, onde a vontade viaja, dá mote a esta exposição que conta com o apoio da Projecto NDC e ManyWhere. Patente no Armazém até 20 de junho, dará lugar a outra com obras de Daniela Steele, Isabel Padrão, Johanna Speidel e Rosa Ubeda.

Luís Cerqueira Gomes (mais conhecido por Batata) é o mentor deste projeto multidisciplinar, recentemente inaugurado no Porto, onde se inclui o referido espaço de arte. Não podia ter sido melhor a escolha do antigo armazém da Real Companhia Velha, com 1500 metros quadrados, que dá o nome ao espaço cultural onde a animação acontece diariamente. Um conceito inovador num ambiente único onde também se instalaram uma livraria, lojas, ateliers pop-up, bar e esplanada. O Armazém está aberto de segunda a quinta-feira das 14h30-20h, sexta das 14h30-23h, sábado das 11h-23h e domingo das 11h-20h. Vale a pena a visita! #Inovação