Um homem com cerca de 68 anos ficou retido durante uma hora no fundo de um poço com cerca de 15 metros de profundidade, localizado na Rua da Igreja, no concelho de Amarante, distrito do Porto. De acordo com as informações veiculadas, o homem terá sido levado para o hospital por um bombeiro que desceu pelo poço para o resgatar. O bombeiro diz que "se não o levasse para o hospital de urgência, muito provavelmente o homem não teria sobrevivido".

O acidente ocorreu no dia ontem, por volta das 13 horas, sendo que o idoso foi resgatado cerca de uma hora depois, apresentando vários sinais de hipotermia e fraqueza, segundo afirmaram os #Bombeiros de resgate à imprensa. A operação de resgate durou aproximadamente 30 minutos, tendo um bombeiro descido até ao fundo do poço com um equipamento próprio de resgate, conseguindo trazer a vítima até à superfície com a ajuda dos restantes bombeiros que se encontravam no local.

Após os bombeiros falarem como o homem e averiguarem as causas da queda, afirmaram à imprensa que, "pelo que já tivemos conhecimento, a queda ocorreu quando a vítima estava a inspeccionar o funcionamento do motor existente no fundo do poço". No poço havia água com cerca de quatro metros de profundidade, o que causou a hipotermia uma vez que o homem ficou na água cerca de uma hora.

No local estiveram presentes os bombeiros de Amarante, a Viatura de Emergência Médica do Vale do Sousa, e ainda um carro da Guarda Nacional Republicana que deu apoio aos bombeiros no resgate do homem. Depois do resgate, a vítima foi transportada de imediato na viatura de emergência médica para o Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, no concelho de Penafiel.

No hospital, os médicos não revelaram qualquer tipo de informação sobre a situação específica do homem, apenas revelaram que o seu prognóstico é reservado uma vez que este entrou na unidade hospitalar num estado considerado grave. Prevê-se que tenha alta durante o dia de hoje.

Em relação à vítima, ainda não se sabe qualquer tipo de informação a não ser a sua idade.