Na noite desta quinta-feira, 24 de Julho, um homem baleou a mulher e o filho à porta de casa, no bairro das Sobreiras, em Ermesinde. Segundo avança o "Jornal de Notícias", o autor do disparo neste momento encontra-se em fuga. A ex-mulher terá morrido após chegar ao Hospital de São João, no Porto, enquanto o filho de apenas seis anos está neste momento a lutar pela vida. As informações dadas pelas autoridades de Ermesinde avançam que a criança terá sido baleada pelo pai na cabeça, já a mulher terá sido atingida no pescoço.

Segundo noticia o "Jornal de Noticias", António Reis foi o autor dos disparos. Conhecido na zona como "Toni", o agressor terá esperado pela chegada da ex-mulher e do filho a casa para os matar, segundo reportaram os vizinhos. Este casal já tinha tido vários problemas de #Violência doméstica, sendo que Marinha Santos já havia reportado várias vezes à PSP de Ermesinde, distrito do Porto, que sofria de constantes ameaças de morte por parte do ex-companheiro.

Os vizinhos adiantam que António Reis ter-se-á irritado com o facto da ex-mulher não o deixar viver na sua habitação, juntamente com o seu filho, apenas deixando que este tivesse alguma vezes com ele no café em frente de casa. Uma vizinha, como avança o "Jornal de Notícias", afirma ter ouvido várias vezes António Reis a ameaçar em voz alta a ex-companheira de morte caso esta não o deixasse viver ao lado do seu filho. Nesta quinta-feira as ameaças passaram aos actos e "Toni" não quis apenas acabar com a vida da sua ex-mulher, mas também com a do seu filho indefeso.

O Hospital de São João no Porto confirmou que a mulher não resistiu aos ferimentos, depois de trinta minutos de tentativas de estabilização. O estado da criança ainda é desconhecido, sabendo-se apenas que foi baleada na zona da cabeça, possivelmente numa tentativa de causar morte imediata. Enquanto o menino de 6 anos luta pela vida no hospital, o agressor anda fugido das autoridades, sendo que está a ser alvo de uma verdadeira caça ao homem na zona do Porto.  #Crime