Acabou da pior maneira, mas há muito esperada, a relação conflituosa entre um casal de Penamaior, no concelho de Paços de Ferreira. Na manhã deste domingo, 27 de Setembro, o homem terá amordaçado e amarrado a ex-mulher e colocado fogo à habitação. A vítima foi encontrada inanimada pelos vizinhos, que chamaram os #Bombeiros, vindo a morrer pouco tempo depois. Na casa estava ainda o pai dela, um idoso de 91 anos de idade, que foi retirado da residência por alguns dos vizinhos. O suspeito colocou-se em fuga, estando as autoridades a proceder a diligências no sentido de o localizar.

Todos os indícios levam a concluir que a tragédia registada hoje em Penamaior é mais um caso de violência doméstica com um final infeliz. Um casal, com cerca de 60 anos de idade, vinha desde há quase uma dezena de anos a viver uma relação conflituosa. Há cerca de duas ou três semanas a mulher terá feito queixa à GNR, alegando que o homem a ameaçava matar. De acordo com os populares da zona, os dois partilhavam a mesma habitação, mas não tinham uma vida em comum.

Ao início da manhã deste domingo, 27 de Setembro, o homem terá ateado um incêndio à casa. Isto depois de ter amarrado e amordaçado a mulher no interior da habitação, onde foram encontrados alguns vestígios de violência, sobretudo manchas de sangue, tanto no chão como na própria vítima. Cerca das 9 novas os vizinhos deparam-se com o fogo e enquanto davam o alerta aos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira tentavam resgatar os moradores. Um dos vizinhos que participou naquela acção de socorro contou à CMTV que encontrou a mulher inanimada, com uma fita a tapar-lhe a boca, suspeitando-se que já estaria morta, pelo que a preocupação foi retirar o idoso, o que foi feito com sucesso. Quando os operacionais do corpo de bombeiros chegaram ao local encontraram a mulher ainda com sinais vitais, contudo acabaria por não resistir aos ferimentos.

As suspeitas recaem sobre o ex-marido, que à hora da redacção desta notícia estava em parte incerta, tendo a Guarda Nacional Republicana criado uma operação de caça ao homem, já depois de ter localizado o automóvel do mesmo. O incêndio acabaria por ser dado como extinto cerca de uma hora depois. #Crime #Polícia