Atualização

A namorada do jovem confirmou entretanto, através do Facebook, que Hugo Gonçalo ainda não faleceu, ao contrário do que tinha sido adiantado pela PSP.

 

 - Artigo original -

Um adolescente de 14 anos foi violentamente espancado na rua, a escassos metros da sua residência, por um outro jovem que já devia a andar, há algum tempo, a persegui-lo. O caso ocorreu na noite deste sábado, 27 de Agosto, e a vítima viria a falecer durante a madrugada no hospital. Tudo aconteceu numa rua de Baguim do Monte, no concelho de Gondomar. A situação está a ser investigada pela Directoria do Norte da Polícia Judiciária.

Ainda não se conhecem as causas que levaram um jovem a agredir, até à morte, um outro, e que deixou em estado de choque os moradores da localidade de Baguim do Monte. No entanto, tudo indica que estarão comentários feitos por um à namorada de outro através do Facebook. Tudo terá acontecido entre as 22 e as 23 horas deste sábado, 27 de Agosto, na Rua Padre Domingues Baião. Hugo Gonçalo estaria a passar na rua, na companhia de uma amiga, para se ir encontrar com uns amigos na estação do Metro, quando terá sido abordado pelo agressor, com quem tinha alguns desentendimentos. Segundo algumas testemunhas, trata-se de um rapaz de 17 anos e que terá agredido a vítima a murro, estando munido de uma soqueira. Fonte do Comando Metropolitano da PSP do Porto confirma que o agressor terá agredido Hugo Gonçalo com uma soqueira, sem afastar a hipótese de terem sido usadas outras armas.

O alerta terá sido dado por alguns vizinhos que se aperceberam da discussão entre os jovens da agressão. Quando as autoridades policiais chegaram ao local já o adolescente estava a ser assistido pelos meios de emergência médica. Hugo Gonçalo foi transportado para o Hospital de São João, no Porto, mas acabaria por não resistir aos ferimentos, vindo a falecer por cerca das três horas deste domingo, 28 de Agosto. A investigação foi entregue à Directoria do Norte da Polícia Judiciária e o principal suspeito do homicídio viria a entregar-se na Esquadra da PSP, acompanhado de familiares, por cerca das 12 horas deste domingo.

Algumas testemunhas contaram aos jornalistas que o alegado agressor já andava a perseguir e a ameaçar o Hugo Gonçalo, tendo aproveitado o momento em que aquele estaria sozinho, com a namorada, para o agredir. Um dos amigos de Hugo Gonçalo, disse à TVI que a rapariga também chegou a ser agredida com dois socos, mas que o alvo foi o jovem. #Crime