Uma manhã de domingo (6 de Novembro) trágica. Um violento despiste de um automóvel ligeiro de passageiros provocou dois mortos, dois feridos ligeiros e um em estado bastante grave. Todas as vítimas têm entre 24 e 28 anos de idade. Apesar de as causas estarem ainda a ser investigadas pelas autoridades, os indícios apontam para, alegadamente, o automóvel estar a circular em excesso de velocidade. O “BMW” ficou completamente despedaçado, incrivelmente o condutor saiu ileso dos escombros.

O violento e trágico acidente ocorreu pouco antes das 10 horas da manhã deste domingo (6 de Novembro), na Estrada Nacional nº 105 (EN105), em Santiago da Carreira, concelho de Santo Tirso. No automóvel, um “BMW” viajavam cinco amigos, todos residentes no concelho de Vila Nova de Famalicão. Segundo se conseguiu apurar, os jovens, com idades entre os 24 e os 28 anos, dirigiam-se para um convívio de amigos que habitualmente jogam futebol nas manhãs de domingo. No entanto, a viagem foi interrompida da pior forma.

O ligeiro de passageiros, conduzido por um jovem, “amante de automóveis”, entrou em despiste, embateu contra um paredão e foi-se desfazendo ao longo de vários metros, acabando por se imobilizar, já completamente destruído, fora da estrada contra uma árvore. Uma testemunha que chegou ao local quase de imediato, contou aos jornalistas que viu o condutor a sair dos escombros do “BMW” pelo próprio pé e a pedir que socorressem os amigos. Contudo, tudo indica que dois dos ocupantes já estavam mortos, enquanto um outro estava encarcerado.

Nas operações de socorro estiveram os Bombeiros Voluntários de Santo Tirso, que mobilizaram para o local do trágico acidente três ambulâncias, uma viatura de desencarceramento e um veículo de combate a incêndios. Foram accionados, ainda, duas ambulâncias dos Bombeiros Voluntários Tirsenses (Amarelos), bem como as viaturas médicas de emergência e reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) afectas ao Centro Hospitalar de São João (Porto) e do Hospital de S. João de Deus, unidade do Centro Hospitalar do Médio Ave em Vila Nova de Famalicão, para onde foram transportados os feridos.

No seu perfil na rede social Facebook, é visível que o proprietário do automóvel envolvido no acidente possui uma “paixão” pelos automóveis. Rui Alves tinha aquele “BMW”, supostamente, há cerca de três meses. No dia 8 de Agosto, publicou uma fotografia de um automóvel acidentado, escrevendo: “Já lá vão 3 anos, nunca te esqueci, mas agora vem a caminho um mano maior, com mais alma”. Nos comentários é perceptível o “apelo” de amigos para que o jovem tenha mais “cuidado”, incluindo Ricardo Marinho, uma das vítimas mortais do acidente de hoje, que comentou: “Com cabecinha mano, tou farto de azares entre o povo”.

#Acidente Rodoviário #Sinistralidade #Óbito