A Ayurveda tem uma importância crescente no ocidente nos dias de hoje, afirmando-se cada vez mais como um sistema de saúde alternativo. Na Índia, onde teve a sua origem, é actualmente o mais utilizado, em termos de percentagem 85%, enquanto a medicina alopática (ou medicina ocidental) tem uma expressão muito reduzida. Graças a uma abertura por parte do mundo ocidental a novas formas de terapia, a novas formas de pensar devido ao movimento New Age, foi possível que este conhecimento se espalhasse um pouco por todo o mundo. Mesmo assim, nos dias de hoje, ainda existe muito desconhecimento acerca do que é a Ayurveda e de como surgiu.

Apesar da pouca precisão e de haver muitas teorias em relação à sua origem, todas concordam que teve origem na região do Vale do Indo, um dos cinco berços da civilização (sendo os outros quatro o Egipto, Suméria, China e o Perú) há cerca de cinco mil anos atrás. Esta era uma região extremamente fértil pelo que a produção agrícola aqui permitiu a criação de excedentes e como tal ao florescimento de trocas comerciais e a criação de avançadas cidades-estado, numa área que abrangia entre quatrocentos a quinhentos mil quilómetros quadrados. Estas cidades eram avançadas a vários níveis, desde partilharem um complexo sistema de escrita pictográfica, sistemas uniformes de pesos até medidas e padrões de construção pensados com cuidado - tinham, por exemplo, um avançado sistema de esgotos e drenagem e as casas eram construídas de forma uniforme e harmoniosa. Era também uma civilização voltada para adoração da natureza, tendo uma cultura muito rica.

Foi nesta civilização que surgiu a Ayurveda, através dos Rishis (sábios) que sentiram necessidade de se isolarem da civilização tendo como principal objectivo reunir o conhecimento necessário para erradicar toda a doença da vida. Como tal, reuniram-se no sopé dos Himalaias para trocar informação e para meditarem sobre este propósito. Durante cerca de três anos mantiveram-se reunidos e o resultado foi o Rig Veda, o primeiro livro alguma vez escrito na #História de humanidade, contendo mais de cerca mil hinos, que contém a principal informação da ciência védica. A partir do Rig Veda, do seu estudo e desenvolvimento, foram criados os oito ramos da medicina ayurvédica, sendo eles Medicina Interna (Kayachikitsa), Olhos, Nariz e Garganta (Shalakya Tantra), Toxicologia (Vishagara-Vairodh Tantra), Pediatria (Kaumara Bhritya), Cirurgia (Shalya Tantra), Psiquiatria (Bhuta Vidya), Sexualidade (Vajikarana) e Rejuvenescimento (Rasayana).