A Ayurveda desde cedo acreditava que a energia universal, energia neutra contendo o positivo e o negativo, também estava presente no corpo de todos os seres vivos. Esta noção é partilhada por outras culturas. Aquilo que os hindus chamam de Prana, os chineses chamam de Chi e os japoneses de Ki. Estas noções só mostram que apesar das culturas e povos diferentes, muitas das tradições ancestrais são partilhadas, embora, como já tenhamos falado, as mesmas tiveram todas origem na Ayurveda.

Essa energia universal percorre o corpo pelos nadis (na medicina tradicional chinesa são chamados de meridianos, canais que podem ser chamados como tubos etéricos. Todos os seres vivos os têm, aos milhares, como pequenos filamentos, que ligam os chakras (sobre o qual falaremos em pormenor brevemente) e os pontos marma, centros de ligação daquilo que são os cinco princípios orgânicos: sanyu (ligamentos, sira (vasos), mansa (músculos), ashti (ossos) e sandhi (articulações). São estas junções que formam o berço da força vital ou prana.

Sendo o nosso corpo físico também um elo de ligação com o espiritual ou astral, quando existe um desequilíbrio da energia vital que percorre o nosso corpo através dos nadis e chakras, é quando as pessoas adoecem e acabam por bloquear a ligação ao divino. Não é difícil perceber desta forma a relação entre as crises emocionais e as doenças e como as mesmas podem ter a origem e a cura através de tratamento energético. É comum ver-se pessoas que transformam as suas energias negativas e as suas rotinas de pensamentos negativos (que duram anos e anos) em doenças físicas como tumores ou ainda outras doenças mais graves.

Assim, sabendo que os nadis, a ligação dos pontos físicos, ao fluir dessa energia vital no nosso corpo, é possível através de massagens, acupunctura ou de reiki, estimular pontos marma de forma a remover bloqueios que possam estar a causar enfermidades e a impedir que a energia percorra da melhor forma pelos nadis ou meridianos.

O prana, segundo a tradição Ayurvédica, é atraído para o corpo através da mente (da consciência pura) e divide-se em cinco forças que controlam o corpo. Cada uma dessas forças controla uma região do corpo:
  1. Prana - Do nariz ao coração e tem influência sobre a garganta, o coração e pulmões.
  2. Samana - Espalha-se do coração ao plexo solar (zona do estômago) até à planta dos pés e tem influência sobre a assimilação dos nutrientes, quer alimentos quer bebidas.
  3. Apana - É activo desde a zona do plexo solar até à planta dos pés e age sobre o aparelho excretor e reprodutor.
  4. Udana - Está presente entre o nariz e a parte superior do corpo, agindo sobre o cérebro, os olhos e o nariz.
  5. Vyana - É a soma de toda a prana presente no corpo, na sua repartição por todo o corpo pelos nadis, veias e artérias.