Depois de termos ficado a conhecer todos os chakras que nos ligam ao que é terreno (chakra raíz ou base, o chakra do sacro e o chakra do plexo solar) e de termos ficado a conhecer o chakra que faz a ponte entre o que é terreno e o que é espiritual (o chakra do coração), chegamos ao chakra laríngeo (em sânscrito vishudha), que está localizado na garganta (ao nível da sétima vértebra cervical) e na região do pescoço. Fisicamente governa a glândula tiroide, a laringe, a faringe, as cordas vocais, os pulmões, a traqueia, o esófago, nuca, braços, mãos e o sistema metabólico. Em termos espirituais, mentais e energéticos, é o chakra da fonte de expressão e comunicação criativa, de abertura, independência e inspiração. Também é aquele que permite o acesso aos planos da energia mais subtil do ser. Está relacionado também com a percepção.

Quando está em desequilíbrio pode significar doenças da tiroide, dor de garganta, aftas, escoliose, glândulas inchadas, laringites, problemas de falta voz, problemas de dentes e gengivas. Além das diversas fraquezas em diversas funções físicas, também pode levar a problemas psíquicos ou mentais. A pessoa com o chakra da garganta bloqueado também poderá ter alguma dificuldade em evidenciar-se, de expressão, de tomar decisões, revelando enorme insegurança, timidez, medo daquilo que as outras pessoas podem pensar ou dizer, sendo incapaz de se impor.

Por sua vez, quando em equilíbrio, o indivíduo será capaz de usar a sua expressão livre de receios ou barreiras, dizendo o que pensa, sabe e sente. Também será criativo na sua comunicação, com uma voz forte, clara e cativante, com um discurso eloquente, além de ter capacidade para ouvir com atenção os outros, em sintonia com a sua pureza interior, evidenciando ainda fé, vontade e total sensação de integridade. Além disto tudo, também demonstrará um carácter forte e justo, com uma grande capacidade mental e de discernimento.

A cor associada a este chakra da garganta é a cor azul turquesa e o elemento regente é o éter (também conhecido como o elemento espaço, o quinto segundo a tradição ayurveda). Para energizar, abrir e equilibrar este chakra, além da terapia reiki, podem ser usadas várias outras ferramentas, tais como os poderes curativos dos cristais. Para o da garganta serão indicados a pedra lápis lazuli, turquesa, aquamarina e topázio azul. Outra forma de abertura do chakra da garganta será através da meditação, entoando o mantra Ham, em conjugação com os mudras que, para este chakra em específico, seria colocando os dedos entrelaçados, da mão esquerda com a mão direita, sem os polegares, que ficam erguidos acima dos outros, a tocar um no outro.