À primeira vista há certos alimentos que nos podem parecer saudáveis. Como os identificamos? Pela quantidade de açúcar, pela adição de glúten e até pela sua cor. Quando penso em comida saudável ocorrem-me os produtos sem glúten, produtos com baixo índice de gordura ou pão integral, entre uma gigante panóplia de alimentos que nos são vendidos como saudáveis e que nós compramos com o intuito de perder uns quilos ou de ter um regime alimentar equilibrado, mas nem sempre assim acontece.

Segundo um nutricionista do Hospital Albert Einstein, Celso Cukier "Não é porque está escrito na embalagem que é saudável, light ou sem gordura que o produto é realmente uma boa opção para a sua dieta. Ele pode ter menos calorias, por exemplo, mas ser rico em sódio ou gordura". O melhor é ignorar o dito "marketing" e ler o rótulo com a respetiva composição dos alimentos, antes de o comprar. Vou apresentar alguns alimentos que nos são apresentados como sendo saudáveis, mas realmente não o são.

Pão Integral

Normalmente, quem está de dieta ou quer seguir uma alimentação saudável e equilibrada, inclui na sua alimentação o pão integral. De facto, acreditamos que o que estamos a comprar é mesmo pão integral, porque é o que está escrito nas embalagens, mas muitas das vezes o produto pode conter mais farinha branca do que integral. Para evitar estas situações, devemos verificar se no rótulo o primeiro ingrediente é farinha integral.

Alimentos sem glúten

Quem tem por objetivo perder peso, acaba por abolir os produtos com glúten da sua dieta; no entanto, não existe nenhuma prova que confirme que retirar esta proteína seja um aliado na perda de peso. Como afirma Celso Cukier, "Para quem não sofre de doença celíaca, que não pode comer alimentos com glúten, não faz sentido algum comprar este tipo de alimentos. Eles têm tantas calorias como os que têm glúten e simplesmente não fazem diferença na dieta".

Salgados com poucas calorias ou pouca gordura

Isto simplesmente não existe! Segundo uma nutricionista do Serviço de Nutrição do Hospital Norte D´Or, os salgados que nos são apresentados como sendo saudáveis induzem o consumidor em erro. Normalmente acreditamos que os podemos consumir por terem menos calorias e gordura; no entanto, essa redução, normalmente, é de apenas 25%, o que significa que o produto contém 75% de gordura.

Sumos de fruta

Quem nunca comprou um sumo que nos é vendido como natural? Cerca de 30% dos sumos comercializados são feitos a partir de polpa de fruta; no entanto, o restante, a maior parte, é açúcar. Relativamente aos sumos light, que têm menos açúcar, são ricos em sódio, que provoca retenção de líquidos.

Bebidas energéticas

Nem todos devemos consumir bebidas desportivas. Estas devem ser apenas consumidas por pessoas que praticam, no mínimo, uma hora de atividade intensa. Para as pessoas que fazem menos exercício, e por serem ricas em sódio e potássio, estas bebidas podem causar pedras nos rins.