Consumir frutas e legumes faz parte de uma alimentação saudável. Porém um grupo de investigadores da Universidade de Harvard mostrou que o consumo destes alimentos pode afectar a qualidade do esperma. O motivo está no uso de pesticidas que ficam nos alimentos, e que depois de ingeridos podem afectar a qualidade do esperma. O estudo decorreu entre 2007 e 2012 e incluiu uma amostra de 155 homens entre os 18 e os 55 anos. No total foram feitas 338 recolhas de esperma.

Já o consumo de frutas e legumes dos inquiridos foi avaliado por questionário, e os investigadores recorreram à base os dados do Departamento da Agricultura dos Estados Unidos para avaliar a quantidade de pesticidas usados na produção das frutas e legumes. Assim, foi possível cruzar a informação relativa à quantidade de pesticidas e a qualidade de esperma dos voluntários. Também para este estudo foi considerado o acto de lavar e descascar a respectiva fruta e legumes, pelo que os mesmos estão separados por diferentes grupos.

O estudo concluiu que os homens que consomem mais frutas e legumes, que utilizam mais pesticidas na sua produção, têm 49% menos espermatozoides do que aqueles que não consomem frutas e legumes produzidos sem pesticidas. Apesar de garantirem que o estudo tem algumas limitações e que são necessárias mais pesquisas, os investigadores de Harvard garantem que a exposição aos pesticidas está a afectar a produção bem como a forma do esperma.

A salvaguarda para que estes resultados não coloquem de parte o consumo destes alimentos já foi feita por vários nutricionistas, que relembram que o uso de produtos biológicos é uma hipótese válida. Estudos e investigações anteriores já tinham mostrados que os profissionais agrícolas que trabalham directamente com os pesticidas mostravam um défice na produção de esperma, mas no entanto nunca tinha sido feito nenhum estudo que relacionasse os pesticidas à alimentação e à produção de esperma. Contudo existe ainda muita pesquisa a ser feita neste campo no sentido de encontrar uma relação mais directa entre a causa e o efeito.