Um estudo levado a cabo pelo Samsung Hospital Kangbuk, na Coreia do Sul, que teve recurso a uma amostra de mais de 25 mil pessoas, concluiu que tomar três a quatro cafés por dia ajuda na desobstrução das artérias e diminui o risco de doenças cardíacas. Já vai longe o tempo em que o café era visto como um grande inimigo à saúde. Hoje em dia já existem estudos que comprovam que de facto, o café pode trazer bastantes benefícios ao bem estar geral. Se procura algum tipo de fármaco anti-depressivo por atravessar uma fase menos boa, procure substitui-los por uma bebida de café quente. Poderá ser uma óptima solução natural. Como fonte de energia nada melhor que uma chávena de café, conseguirá um aumento da atenção e, consequentemente, uma maior produtividade.

Por outro lado, o café foi alvo de muitas críticas quanto ao aumento da hipertensão arterial, tendo sido cientificamente comprovado que tal situação não se verifica. Contudo, se já apresenta uma predisposição para tal sintoma, o consumo de cafeína deverá ser moderado, ainda que, em alguns casos, pode mesmo ajudar a reduzir tal indício.

Se o seu objectivo é emagrecer, saiba que tem aqui um poderoso aliado, pelo seu baixo teor calórico e também pelo seu efeito metabólico no corpo. O seu consumo proporciona um aumento do metabolismo o que na prática ajuda o corpo a usar mais rápido e de forma mais eficaz a gordura depositada como fonte de energia, quer no dia a dia quer na prática desportiva.

Da mesma forma, ao praticar desporto irá conseguir uma maior concentração e resistência física. Experimenta tomar café uma hora antes da actividade desportiva e certamente sentirá melhorias significativas. Como antioxidante tem aqui uma excelente fonte. Para combater a oxidação natural das células, os antioxidantes presentes no café poderão ser um óptimo complemento.

Recentemente, foi ainda estudado o impacto na prevenção de doenças graves. Através deste estudo, a Harvard School of Pulbic Health, responsável pela pesquisa, provou cientificamente os efeitos preventivos em doenças como a diabetes tipo 2 e o cancro. Por outro lado confere ainda efeitos positivos no que diz respeito a doenças degenerativas como o Parkinson e Alzheimer. Consumido em média 3 chávenas por dia, o café poderá ainda ser uma forma preventiva ao cancro da mama, conforme conclui estudo realizado por uma universidade sueca. Como vê, aquele sabor amargo que nem a todos poderá agradar, tem muito mais benefícios do que os que pensamos caberem apenas numa pequena chávena. Tire cinco minutos, vá beber café. #Curiosidades