Como estamos a chegar à época em que as dietas e a preocupação com a linha são maiores, falámos com profissionais e reunimos estudos com pequenos truques fáceis que vão aumentar o processo metabólico. Ou seja, vão aumentar a dinâmica celular, digestiva e circulatória, favorecendo a eliminação de gordura e o bem-estar geral. Uma boa saúde não está associada a comer menos. Segundo a nutricionista Suéli Longo, do site "Terra", comer pouco pode desacelerar o metabolismo e por isso dificultar a digestão e o processamento de gorduras. Dietas loucas geralmente vão desregular o organismo e fazer com que fique sempre com fome e com vontade de comer doces, fritos e outras coisas pouco saudáveis. Suéli aconselha a que se faça uma alimentação correcta, o que vai manter o corpo saudável e ajudar a que o fígado consiga processar as gorduras correctamente.

É importante contornar o sedentarismo, pois a falta de actividade durante mais de quatro horas diárias (excepto nas horas de sono) vai desencadear uma maior acumulação de matérias gordas e desacelerar uma enzima que é essencial no controle das gorduras e do colesterol. Segundo um estudo feito recentemente pelo American Journal of Clinical Nutrition, aumentar o nível de proteínas vai favorecer a queima de calorias em mais de 35%. Segundo um artigo do mesmo jornal, o consumo diário de proteínas aumenta não só o metabolismo, como também favorece a produção muscular. Suéli Longo, em exclusivo à Blasting News, confirma e aconselha a que duas vezes por semana se substitua o pão matinal por ovos cozidos para ver resultados.

Dormir mais e mais cedo é importante. Encontrámos um estudo realizado por finlandeses, publicado no jornal Ilta-Sanomat, em que grupos de gémeos foram submetidos durante vários meses a um teste. Um dos irmãos dormia tarde e menos horas e o outro dormia cedo e completava o ciclo normal de sono. Foram utilizados gémeos porque os seus organismos são idênticos. O resultado foi que o gémeo com menos horas de sono aumentou o nível de gordura e também o nível de stress.

Catarina Almeida, professora e nutricionista dos Hospitais das Universidades de Coimbra, recomenda que para aumentar ligeiramente o metabolismo (aproveitando o calor que se faz sentir) o melhor é simplesmente beber água mais fria, se possível gelada. O organismo vai fazer um maior esforço ao beber para elevar a temperatura da mesma, até que fique à temperatura corporal e é essencial que se beba pelo menos seis copos diários. Aconselha ainda a que se introduza na alimentação frutas e vegetais, pois a fibra é essencial a uma boa regulação do organismo em geral e sugere a introdução de pimentas na alimentação. Um composto das pimentas (que provoca a ardência), efectua um aumento na rapidez de combustão de calorias. "Use pimentas, preferencialmente vermelha ou preta nos seus pratos", aconselha a docente, revelando que para manter um nível metabólico correcto não se deve saltar o pequeno-almoço: "Se não acordar com fome de manhã tome pelo menos um chá". #Curiosidades #Vida Saudável